Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2022
Tempo
MIN 7º MÁX 14º

CCP exige medidas "urgentes" como descida do IVA dos combustíveis

A Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) exigiu hoje medidas "robustas e urgentes" que atenuem o impacto da subida do preço da energia, como a descida da taxa do IVA, alertando que sem apoios, muitas empresas vão encerrar.

 CCP exige medidas "urgentes" como descida do IVA dos combustíveis
Notícias ao Minuto

20:01 - 09/03/22 por Lusa

Economia Ucrânia

Entre as medidas que defende, a confederação presidida por Joao Vieira Lopes aponta a descida do IVA dos combustíveis para a taxa intermédia (de 13%) e a revisão das tabelas deste imposto relativamente a bens essenciais como produtos alimentares cujos preços estão a ser ou serão particularmente afetados pela guerra na Ucrânia.

Num comunicado divulgado hoje após uma reunião da sua direção, a CCP exige ainda que o Governo lance apoios à tesouraria das empresas na forma de empréstimos com garantia do Estado e possibilidade de serem parcialmente convertidos em subsídio não reembolsável.

A CCP pede ainda que tais apoios sejam dirigidos à generalidade dos setores económicos, devido ao efeito de arrastamento a toda a economia.

Para esta confederação empresarial deverão ainda ser suspensas "temporariamente, um conjunto de regras relativas ao funcionamento da União Europeia, tal como sucedeu relativamente à crise sanitária, designadamente ao nível das regras relativas aos auxílios de Estado e também em matéria de IVA".

A CCP reiterou também a sua disponibilidade para cooperar na integração de trabalhadores ucranianos e a sua condenação à invasão da Ucrânia pela Rússia.

Leia Também: Novo aumento à vista: Combustíveis voltam a ficar mais caros na 2.ª feira

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório