Meteorologia

  • 28 SETEMBRO 2022
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 23º

Descida do ISP desagrava subida do gasóleo em 1,5 euros em 50 litros

Uma subida do preço do gasóleo igual à desta semana faria com que 50 litros custem mais oito euros, mas com a anunciada compensação do ISP o acréscimo desce para 6,5 euros, inferior em 1,5 euros.

Descida do ISP desagrava subida do gasóleo em 1,5 euros em 50 litros
Notícias ao Minuto

19:25 - 09/03/22 por Lusa

Economia Combustíveis

Simulações realizadas pela Deloitte indicam que, no caso da gasolina simples, e perante um cenário de subida de preços igual ao desta semana, atestar 50 litros custaria mais cinco euros sem o mecanismo de compensação e mais 4,07 euros com o acréscimo do IVA a ser refletido no ISP.

Segundo as simulações da consultora, caso na próxima segunda-feira a cotação do petróleo e dos produtos refinados apontassem para um aumento dos preços de venda do gasóleo e da gasolina simples igual ao desta semana, a subida junto do público seria efetivamente de 13 cêntimos no gasóleo simples (em vez de 16) e de oito cêntimos na gasolina (em vez de 10), devido à medida anunciada pelo Governo.

Assim, naquele cenário e tendo por base os preços médios atuais da Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), o litro de gasóleo simples aumentaria de 1,832 euros para 1,992 euros sem o mecanismo de compensação (que reduz no ISP a subida registada do lado do IVA). Com aquele mecanismo, o preço por litro deste combustível custará 1,962 euro, pelo que atestar 50 litros custará mais 6,50 euros -- ou seja menos 1,5 euros do que custaria sem aquele mecanismo.

Na gasolina simples -- e tendo por base o mesmo cenário registado no início desta semana -- o preço por litro passará dos atuais 1,936 euros para 2,036 euros sem o referido mecanismo de compensação e para 2,017 com aquela compensação. Encher o depósito com 50 litros custaria assim mais 5,0 euros sem a compensação ou 4,07 euros com a compensação.

A evolução do preço do petróleo indica, porém, que os aumentos da próxima segunda-feira podem superar os desta semana. Caso as subidas semanais tivessem por referência a cotação do preço do petróleo e dos produtos refinados à data de hoje, o litro de gasolina simples agravar-se-ia em 20 cêntimos o do gasóleo simples em 30 cêntimos.

Neste cenário, as simulações da Deloitte indicam que atestar o depósito com 50 litros de gasolina custaria mais 10 euros na próxima semana e no caso do gasóleo ficaria 15 euros mais caro face ao preço pago hoje.

Com a referida medida do Governo que entra em vigor na próxima sexta-feira -- através do qual o aumento do IVA que os consumidores terão a pagar a mais por via da subida do preço base dos combustíveis será reduzido em igual montante do lado do Imposto Sobre os Produtos Petrolíferos (ISP) -- um agravamento daquela dimensão fará com que atestar 50 litros de gasolina custe mais 8,13 euros e de gasóleo custe mais 12,20 euros.

Não se trata de uma poupança, como observa Afonso Arnaldo, da Deloitte, porque o consumidor irá sempre gastar mais dinheiro devido à escalada de preços do barril de petróleo, mas de fazer com que não haja uma receita fiscal adicional por via do IVA.

Leia Também: Novo aumento à vista: Combustíveis voltam a ficar mais caros na 2.ª feira

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório