Meteorologia

  • 28 JUNHO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 26º
Eficiência energética Leiria lança campanha para população...

Leiria lança campanha para população adotar boas práticas no uso da água

A Câmara de Leiria e os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) lançaram uma campanha de sensibilização para a população adotar boas práticas no uso da água, na sequência da seca que atinge o país.

Leiria lança campanha para população adotar boas práticas no uso da água
Notícias ao Minuto

10:54 - 03/03/22 por Lusa

Casa Água

"Esta campanha tem como objetivo principal consciencializar a população para a adoção de boas práticas no uso deste recurso essencial, com vista à racionalização de consumos", referiram os SMAS de Leiria, em nota de imprensa.

A campanha, denominada "Todas as gotas contam", quer "impulsionar a mudança de comportamentos" e apelar para "uma consciencialização clara e atuante sobre o uso eficiente da água".

A iniciativa quer também "colocar na agenda local a gestão mais sustentável deste recurso, através da divulgação de publicações regulares na imprensa local, divulgação de materiais de sensibilização, comunicação 'online', entre outras".

Os SMAS consideraram que, "apesar das muitas ações de sensibilização, das notícias que retratam esta realidade e da informação que prolifera sobre a temática, na sociedade atual ainda persiste uma atitude negligente sobre a utilização da água".

A par da campanha de sensibilização, os SMAS "vão intensificar os seus esforços na adaptação do sistema público de abastecimento de água e saneamento às condições climáticas", através "do aumento da resiliência da organização e da otimização do funcionamento das infraestruturas".

Neste âmbito, os SMAS exemplificaram com "a aquisição de serviços para pesquisa ativa de fugas de água (para reforço do combate às perdas reais), a expansão da telemetria para mais 5.000 contadores (monitorização da rede em tempo real com forte impacto na redução da água não faturada)" ou o "combate ao uso indevido, através da intensificação da fiscalização e das penalizações por usos indevidos da água da rede pública".

Acresce "a substituição das redes e respetivos ramais de ligação, a análise das zonas de abastecimento e criação de novos patamares de pressão, e a utilização de um 'software' de análise preditiva que monitoriza as redes de distribuição, consumos e respetivas falhas".

À agência Lusa, o vereador Luís Lopes, que tem, entre outros, os pelouros do Ambiente e dos SMAS, explicou que, "neste momento, a maior preocupação é assegurar a gestão dos recursos hídricos e monitorização da disponibilidade de água para todas as utilizações necessárias, bem como reforçar a campanha em parceria com os SMAS para a boa gestão da água".

"As perdas reais (água não faturada), em 2021, foram de 37,33%. Para 2022, esperamos uma redução para 34% e em 2023 de 30%", disse Luís Lopes, referindo que o objetivo é chegar aos 20% até 2027.

O autarca acrescentou que, depois desta campanha, vão manter-se "ações dedicadas a públicos-alvo e por utilização", além do "incremento de pontos de água no concelho e a redução de perdas", assim como "assegurar uma gestão mais eficiente em todas as utilizações através do plano de gestão da água e da coordenação através do fórum criado para o efeito".

Em 08 de fevereiro, a Câmara de Leiria anunciou que iria analisar a construção de reservas de água, uma de 32 medidas para mitigar os efeitos da seca, que incluem um sistema de alerta para fugas e uso de outras fontes para rega.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, em 15 de fevereiro 91% do território estava nas classes de seca severa e extrema.

Leia Também: Bolsa de Lisboa em alta, com Galp a subir mais de 3,6%

Campo obrigatório