Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 29º

Visabeira Global adquire 51% da Companhia Santomense de Telecomunicações

A Visabeira Global adquiriu 51% das ações da Companhia Santomense de Telecomunicações (CST), anteriormente detidas pela Africatel Holding, continuando os restantes 49% da empresa a ser detidos pelo Estado santomense, foi hoje anunciado.

Visabeira Global adquire 51% da Companhia Santomense de Telecomunicações
Notícias ao Minuto

10:49 - 16/02/22 por Lusa

Economia VIsabeira

Num comunicado conjunto, a Visabeira Global e a CST afirmam que o negócio - cujo valor não foi divulgado - "é a garantia da participação [da Visabeira] na operação de uma empresa com um vasto currículo na área das telecomunicações, que vai desde o projeto à construção, da instalação à manutenção de redes fixas e móveis, incluindo redes de última geração".

"Com a Visabeira Global, a CST assume o compromisso de contribuir de forma decisiva para o desenvolvimento do país, mantendo um forte compromisso com o Estado santomense", sustentam.

A CST iniciou a sua atividade comercial em 1990, primeiro com uma rede fixa analógica e, mais tarde, com redes digitais fixa e móvel GSM, sendo apresentada como "uma empresa pioneira no mercado santomense".

Atualmente, a CST detém 100% de quota de mercado no serviço fixo e 83% de quota de mercado na rede móvel, tendo uma rede de 12 lojas próprias e 800 pontos de venda distribuídos pelas ilhas e assegurando, através de redes 2G e 3G, uma cobertura de 93% da população.

A CST detém ainda 74,5% na STP Cabo, empresa que participa no consórcio do cabo submarino ACE que liga a Costa da África Ocidental à Europa.

Segundo adiantam as empresas, com a entrada da Visabeira Global na CST as prioridades serão dinamizar os serviços de Internet fixa e móvel, modernizar a rede 2G/3G, investir no 4G para melhorar o serviço e oferecer banda larga em todo o território e expandir a rede de fibra ótica para capitais distrito e zonas com estabelecimentos de turismo.

Outros dos "principais eixos estratégicos" são fazer da CST "o primeiro operador de 'Mobile Money', ocupando o espaço de serviços de pagamento e de transferências existente", investir em serviços de 'PayTV', seja através da rede GPON ou com aplicação OTT na rede 4G, e desenvolver novos produtos e serviços.

A aposta na evolução tecnológica, o reforço do investimento na formação de quadros estratégicos e o desenvolvimento do compromisso de responsabilidade social nas áreas da educação e juventude são outros dos objetivos apontados.

Com este negócio, a Visabeira Global destaca reforçar "a sua posição como operadora de telecomunicações no mundo lusófono, juntando a participação na CST em São Tomé e Príncipe às participações que detém na TV Cabo Moçambique e na TV Cabo Angola".

"A Visabeira Global, através das suas participadas, desenvolve uma postura de serviço global, transversalmente adotada por todas as suas marcas nos diferentes mercados e geografias", lê-se no comunicado, que salienta a "forte presença" das empresas da Visabeira Global no continente europeu (em países como Portugal, França, Bélgica, Reino Unido, Alemanha, Itália, Suécia, Dinamarca e Espanha), nos EUA, na Índia e no continente africano, em Angola, Moçambique e Marrocos.

Leia Também: Euribor caem de novo, depois de máximos de segunda-feira

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório