Meteorologia

  • 28 MAIO 2022
Tempo
25º
MIN 16º MÁX 27º

Obrigações indexadas à inflação não deverão aumentar significativamente

A recente pressão inflacionista irá traduzir-se numa procura ligeiramente maior por obrigações indexadas à inflação, mas não deverá levar a aumentos significativos da emissão destes títulos, prevê a Fitch, num relatório divulgado hoje.

Obrigações indexadas à inflação não deverão aumentar significativamente
Notícias ao Minuto

14:39 - 27/01/22 por Lusa

Economia Fitch

Segundo os analistas da agência de notação financeira, a emissão global de dívida soberana indexada à inflação aumentou moderadamente no segundo semestre do ano passado, mas o seu peso na dívida soberana tem-se mantido bastante estável ao longo do tempo.

A Fitch acredita que "a recente pressão inflacionista irá traduzir-se numa procura ligeiramente maior por obrigações indexadas à inflação e, durante um período mais longo, o envelhecimento da população irá sustentar uma procura estrutural robusta dos fundos de pensões".

No entanto, os analistas sublinham que "não está claro que haverá um grande aumento" das obrigações indexadas à inflação.

De acordo com a análise da Fitch, há cinco países - Uruguai, Chile, Brasil, Israel e Reino Unido - onde a participação de obrigações indexadas à inflação na dívida pública excede 20%, enquanto para a maioria dos países a participação é insignificante.

Leia Também: Mercado de inverno: Siga em direto os rumores e os negócios do dia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório