Meteorologia

  • 23 MAIO 2022
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 22º

Lagarde diz que inflação baixará e aponta situação diferente da dos EUA

A inflação vai "estabilizar e baixar gradualmente" em 2022, disse hoje a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, prevendo que esse movimento descendente "continue em 2023 e 2024".

Lagarde diz que inflação baixará e aponta situação diferente da dos EUA
Notícias ao Minuto

14:38 - 20/01/22 por Lusa

Economia BCE

Numa entrevista à rádio France Inter, Lagarde reconheceu que não pode avançar uma previsão de inflação para este ano e limitou-se a assinalar que, no passado dia 16 de dezembro, o BCE avançou com uma estimativa de 3,2%.

A líder do BCE reafirmou que a inflação atual se deve em 50% ao aumento dos preços da energia, sendo a outra metade atribuída aos "estrangulamentos" que se geraram com a forte recuperação económica na produção, nos portos ou no transporte.

"Cremos que esses fenómenos vão estabilizar pouco a pouco e baixar", mas, admitiu que será menos do que tinha sido antecipado.

Sobre o facto de o BCE não estar a dar passos idênticos aos da Reserva Federal norte-americana para possíveis subidas das taxas de juro para travar a inflação, Lagarde disse que a situação "é muito diferente".

Lagarde explicou que a inflação na zona euro é inferior à dos Estados Unidos e que a recuperação económica norte-americana está mais avançada.

Por esses motivos "temos todas as razões para não reagir tão rápida e brutalmente", afirmou.

A presidente do BCE acrescentou que se houvesse agora um aumento das taxas de juro, as consequências chegariam num prazo de seis a nove meses e poderia ser um travão para a atividade económica, situação que se quer evitar.

Sobre o Pacto de Estabilidade, a presidente do BCE considerou que têm de ser restabelecidas regras para controlar o défice público e a dívida, mas "não serão seguramente as mesmas" que havia antes da crise causada pela pandemia.

Questionada sobre se o critério de o défice não ser superior a 3% do Produto Interno Bruto (PIB) está desatualizado, Lagarde respondeu que não, porque está inscrito num texto que teria que ser renegociado e obter um acordo unânime dos países membros para desaparecer, o que considera não ser possível até 2023, quando se prevê que voltem a aplicar-se as regras do Pacto de Estabilidade, mas acrescentou que há margem para atuar sobre "as modalidades de interpretação" dessas regras.

Leia Também: Tribunais e MP passam a poder aceder ao registo individual dos condutores

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório