Meteorologia

  • 24 JANEIRO 2022
Tempo
11º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Dormidas e hóspedes mantêm crescimento, mas ainda abaixo de 2019

Apesar dos aumentos verificados em novembro, valores ainda estão abaixo dos registados antes da pandemia.

Dormidas e hóspedes mantêm crescimento, mas ainda abaixo de 2019

O setor do alojamento turístico registou 1,5 milhões de hóspedes e 3,6 milhões de dormidas em novembro de 2021, correspondendo a aumentos de 265,5% e 287,7%, respetivamente (+115,2% e +137,9% em outubro, pela mesma ordem), de acordo com os dados divulgados esta sexta-feira pelo INE.

Face a novembro de 2019, período antes da pandemia, o número de hóspedes diminuiu 17,0% e as dormidas decresceram 12,4%. 

"Em novembro, o mercado interno contribuiu com 1,3 milhões de dormidas e os mercados externos totalizaram 2,3 milhões. Face a novembro de 2019, registaram-se diminuições quer nas dormidas de residentes (-3,4%), quer nas de não residentes (-16,6%)", pode ler-se no relatório do INE. 

Os proveitos registados nos estabelecimentos de alojamento turístico atingiram 211,6 milhões de euros no total e 153,4 milhões de euros relativamente a aposento.

Comparando com novembro de 2019, os proveitos totais decresceram 8,0% e os relativos a aposento diminuíram 7,5%. O rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) situou-se em 30,4 euros em novembro (42,8 euros em outubro). O rendimento médio por quarto ocupado (ADR) atingiu 75,2 euros em novembro (83,9 euros em outubro). Em novembro de 2019, o RevPAR foi 32,1 euros e o ADR 70,5 euros. 

No período acumulado de janeiro a novembro de 2021, verificaram-se aumentos de 56,4% nos proveitos totais e de 58,0% nos relativos a aposento. Comparando com o mesmo período de 2019, registaram-se variações de  46,8% em ambos.

Entre janeiro e novembro de 2021, considerando a generalidade dos meios de alojamento (estabelecimentos de alojamento turístico, campismo e colónias de férias e pousadas da juventude), registaram-se 14,9 milhões de hóspedes e 39,9 milhões de dormidas, correspondendo a crescimentos de 33,0% e 36,9%, respetivamente.

Leia Também: Bolsa de Lisboa em baixa com a EDP Renováveis a cair mais de 2%

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório