Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 15º

Edição

Bolsas europeias seguem a negociar em terreno negativo

As principais bolsas europeias seguem hoje a negociar em terreno negativo, depois de terça-feira ter sido um dia de otimismo dos investidores face à situação sanitária.

Bolsas europeias seguem a negociar em terreno negativo
Notícias ao Minuto

10:38 - 08/12/21 por Lusa

Economia Bolsas

Ao início da sessão, as bolsas seguiam mistas mas entretanto tem estado a acentuar-se a tendência negativa.

Cerca das 10:00 em Lisboa, o EuroStoxx 50 perdia 0,26% para 4.265,01 pontos. Madrid recuava 0,57% (tal como em Portugal, em Espanha é hoje o feriado da Imaculada Conceição), Paris descia uns ligeiros 0,02% e Frankfurt cedia 0,30%. .

A bolsa de Lisboa passou também a negociar em terreno negativo e pelas 10:00 cedia 0,06% para 5.564,09 pontos, com as ações do banco BCP a destacarem-se ao perderem 1,90% para 0,1449 euros.

Na terça-feira, a bolsa nova-iorquina encerrou em alta clara, com os investidores encorajados por declarações de especialistas de que a variante Ómicron pode ser menos perigosa do que a Delta.

O Dow Jones Industrial avançou 1,40%, para os 35.719,43 pontos, e o alargado S&P500 subiu 2,07%, para as 4.686,75 unidades. Mas foi o Nasdaq a apresentar o maior crescimento, de 3,03%, para os 15.686,92 pontos, na que foi a sua melhor sessão desde março.

Também na Europa o dia de terça-feira foi positivo: Londres ganhou 1,49%, Frankfurt 2,82%, Madrid 1,42%, Milão 2,41%, Paris 2,91% e Lisboa 1,04%.

Já hoje, nos mercados asiáticos, Tóquio (Nikkei 225) cresceu 1,4%, Xangai (Shanghai Composite index) subiu 1,2% e Hong Kong (Hang Seng) desceu uns ligeiros 0,1%.

O euro segue em alta a cotar-se nos 1,1287 dólares, contra 1,1270 dólares.

O barril de petróleo Brent (negociado no Intercontinental Exchange Futures de Londres) cedeu 53 cêntimos para 74,91 dólares.

Antes do aparecimento da nova variante da covid-19, a Ómicron, os especialistas não excluíam que o Brent pudesse atingir 90 dólares por barril antes do final do ano.

Os mercados estão, esta semana, a perspetivar a reunião da Reserva Federal norte-americana (Fed) da próxima semana, que pode dar novas indicações de como o banco central norte-americano pensa lidar com a inflação. Há receios de que possa aumentar as taxas de juro mais cedo do que esperado.

Na China, os investidores estão atentos ao gigante do imobiliário Evergrande, que pela primeira vez não terá sido capaz de reembolsar os seus credores, noticiou na terça-feira a agência de informação financeira Bloomberg, quando o Estado chinês pode intervir para evitar a falência.

Leia Também: PSI20 sobe ligeiros 0,09% numa Europa sem tendência definida

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório