Meteorologia

  • 26 MAIO 2022
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 32º

Wall Street encerra em alta com investidores tranqulizados com Ómicron

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em alta clara, com os investidores tranquilizados quando à perigosidade da variante Ómicron do novo coronavirus e a forte atração dos valores do Nasdaq.

Wall Street encerra em alta com investidores tranqulizados com Ómicron
Notícias ao Minuto

23:10 - 07/12/21 por Lusa

Economia bolsa

Os resultados definitivos da sessão indicam que o seletivo Dow Jones Industrial Average avançou 1,40%, para os 35.719,43 pontos, e o alargado S&P500 subiu 2,07%, para as 4.686,75 unidades.

Mas foi o Nasdaq a apresentar a maior progressão, de 3,03%, para os 15.686,92 pontos, na que foi a sua melhor sessão desde março.

O mercado bolsista, em particular o segmento dos valores tecnológicos, base do Nasdaq, que tinha acusado em particular o aparecimento da variante Ómicron, há uma semana, renovou com o otimismo na base de informações preliminares que "sugerem que a variante Ómicron não é talvez tão rave quanto as precedentes", resumiram os analistas da Schwab.

"É quase certo" que a variante Ómicron não é tão grave quanto a Delta, declarou hoje à AFP o conselheiro da Casa Branca para a crise sanitária, Anthony Fauci.

Para Karl Haeling, analista no LBBW, "o tema do dia esteve centrado na redução da inquietação relativa à variante Ómicron".

Na sua opinião, "não houve grande novidade durante o dia de hoje", mas o sentimento dos investidores alimentou-se "das afirmações do fim de semana, provenientes da África do Sul e do doutor Fauci, segundo as quais não há sinais de sintomas graves" desta nova variante.

"Os investidores tinham-se tornado muito pessimistas. O mercado esteve em venda excessiva", disse, depois de a semana passada a notícia da nova variante ter feito descender o Dow Jones ao seu nível de setembro.

Os rendimentos sobre as obrigações do Tesouro de curto prazo, a dois anos, agravaram-se nitidamente.

Esta tensão obrigacionista reflete as perspetivas de a Reserva Federal (Fed) poder anunciar na próxima semana, durante a reunião do seu comité de política monetária (FOMC, na sigla em Inglês), que vai acelerar a redução do seu apoio monetário à economia, o que abriria a porta a uma subida das taxas de juro.

"E se o mercado bolsista se comportar bem, isso vai provavelmente confortar a Fed na sua intenção de apertar as condições", prognosticou Karl Haeling.

Os rendimentos das obrigações do Tesouro a 10 anos também subiram ligeiramente, pata 1,48% dos 1,43% da véspera.

Na frente dos indicadores, o défice comercial dos EUA reduziu-se em outubro, graças a uma subida das exportações.

As megacapitalizações do Nasdaq dirigiram a tendência. A Apple avançou 3,54% e a Tesla 4,24%, ao passo que a Google e a Amazon subiram quase 3%.

A fabricante de semicondutores Intel avançou 3,10%, depois de anunciar que tencionava introduzir em Wall Street, em meados de 2022, a sua filial israelita Mobileye, especializada em tecnologias de veículos autónomos.

O título do laboratório californiano Vir Biotechnology (VIR), parceiro do britânico GlaxoSmithKline em um tratamento contra o novo coronavirus, avançou 11,96%. O GSK indicou que o seu tratamento experimental permanecia ativo "contra as mutações chave da nova variante Ómicron", segundo dados pré-clínicos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório