Meteorologia

  • 22 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 14º

Edição

Jerónimo Martins é a única empresa lusa na lista de líderes ambientais

A Jerónimo Martins é a única empresa portuguesa a integrar a Lista A do CDP - Carbon Disclosure Project, pelo seu desempenho em matéria de alterações climáticas e segurança da água, foi hoje anunciado.

Jerónimo Martins é a única empresa lusa na lista de líderes ambientais
Notícias ao Minuto

17:44 - 07/12/21 por Lusa

Economia CdP

A Lista A anual do CDP inclui 272 empresas, que valem no seu conjunto quase 11 biliões de euros e que foram destacadas pela liderança ambiental, com base no seu desempenho em relação às alterações climáticas, florestas e segurança da água.

"A Jerónimo Martins, SGPS é a única empresa portuguesa na Lista A, pelo seu desempenho em matéria de alterações climáticas e segurança da água", anunciou o CDP.

A empresa portuguesa de distribuição alimentar e retalho especializado está entre as 56 empresas a nível mundial a receber duas pontuações A, de três possíveis (alterações climáticas, florestas e segurança da água), apontou ainda a entidade.

As empresas líderes estão entre as quase 12.000 classificadas de A a D pela organização sem fins lucrativos que gere o sistema mundial de divulgação ambiental para empresas, cidades, Estados e regiões.

Na lista A, que é composta por 40% de empresas sediadas na Europa, figuram ainda outros grandes nomes como a AstraZeneca, Beiersdorf, Enel, Holcim, Lenovo Group, Ørsted, Pirelli, Signify e Tetra Pak.

Das empresas com sede na Europa, 23 (25%) são francesas, 15 do Reino Unido, 14 da Alemanha e 11 de Espanha.

Este ano, 14 empresas conseguiram um triplo A de desempenho nos temas ambientais do CDP -- como, por exemplo, a Danone, a L'Oréal, ou a Unilever - um crescimento em relação às 10 empresas que alcançaram aquela pontuação no ano passado.

"Isso reflete um reconhecimento crescente, como visto na COP26, da necessidade de abordar holisticamente a natureza", apontou o CDP.

Já o número de empresas na Lista A para florestas cresceu 50%, para 24, enquanto o número de empresas com pontuação A para a segurança hídrica subiu 11%, para 118.

No entanto, o número de empresas da Lista A para as mudanças climáticas caiu 40% - de 280 no ano passado para 200.

Por outro lado, 16.870 com um valor combinado de 19 biliões de euros - que incluem as petrolíferas Chevron e Exxon Mobil, a mineira Glencore e a Berkshire Hathaway de Warren Buffett - não responderam ao pedido de informações dos seus investidores e clientes ou não forneceram informações suficientes na sua resposta.

"Estas empresas que não divulgam informações estão a remar contra uma maré de mudanças, com requisitos e normas de divulgação obrigatória que se desenvolve a nível da União Europeia e globalmente", apontou a organização, acrescentando que um número 'recorde' de 13.000 empresas, que representam 64% da capitalização do mercado global, divulgaram os seus resultados ao CDP em 2021.

Leia Também: Bolsa de Lisboa em alta animada por NOS, Jerónimo Martis e EDP Renováveis

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório