Meteorologia

  • 22 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 14º

Edição

MSC exige vacinação completa e teste aos passageiros dos cruzeiros

A MSC Cruzeiros anunciou que todos os seus passageiros para o inverno devem ter a vacinação completa e fazer um teste à covid-19 antes da data de embarque programada, de acordo com um comunicado hoje divulgado.

MSC exige vacinação completa e teste aos passageiros dos cruzeiros
Notícias ao Minuto

17:25 - 02/12/21 por Lusa

Economia cruzeiros

"A MSC Cruzeiros anunciou que todos os seus passageiros para a temporada de inverno, em toda a frota, devem estar totalmente vacinados contra a covid-19 e também fazer um teste da covid-19 antes da data de embarque programada do seu cruzeiro", lê-se na mesma nota.

Estas medidas "já estão em vigor para todos os itinerários de inverno da companhia noutras regiões e agora também todos os cruzeiros no Mediterrâneo foram adicionadas com os novos requisitos, estendendo-se, assim, aos passageiros com reservas no MSC Grandiosa e no MSC Fantasia", adiantou a empresa.

Assim, "os passageiros que vão viajar a partir de 04 de dezembro, em qualquer um dos itinerários de inverno da companhia a bordo dos seus dois navios que operam no Mediterrâneo, agora também precisarão de estar totalmente vacinados", sendo que para isso terão de receber "o conjunto completo de vacinas covid-19 mais de 14 dias antes do início das suas férias no mar".

"Todos os passageiros também deverão realizar um teste covid-19 nas 48 horas que antecedem o horário de partida do navio", lê-se no comunicado.

Estas medidas aplicam-se "a todos os passageiros com 12 anos ou mais e estão no topo das normas de saúde e segurança existentes introduzidas pela MSC Cruzeiros no verão de 2020", de acordo com a empresa.

Abrangidos ficam agora o MSC Grandiosa e o MSC Fantasia e os seus cruzeiros no Mediterrâneo nesta temporada de inverno, "além dos restantes navios da companhia a operar no norte da Europa, América do Norte, América do Sul, África do Sul e Médio Oriente", segundo a MSC.

A companhia esclareceu ainda que "qualquer passageiro que não esteja totalmente vacinado a tempo da data de partida pode optar por adiar as suas férias" para uma data posterior, "ou solicitar um reembolso".

Leia Também: AO MINUTO: Mais 63 mil 'reforços' dados cá; EUA com 2.º caso de Ómicron

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório