Meteorologia

  • 22 JANEIRO 2022
Tempo
11º
MIN 5º MÁX 14º

Edição

Confederação do Turismo quer novo governo com coragem e a arriscar

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP) disse hoje, em Aveiro, esperar que o próximo governo tenha coragem e arrisque nas medidas a aprovar, nomeadamente que "pegue na carga fiscal e nos custos de contexto e os reduza".

Confederação do Turismo quer novo governo com coragem e a arriscar
Notícias ao Minuto

20:16 - 01/12/21 por Lusa

Economia CTP

"Há cerca de 20 anos que o país não cresce. Desejo um governo de estabilidade, que a seguir à prioridade das Finanças e à prioridade da Saúde, seja o governo da economia e das empresas, que seja um governo que, finalmente, pegue na carga fiscal e nos custos de contexto e a reduza, que tenha coragem e que arrisque", disse Francisco Calheiros.

O presidente da CTP falava na abertura do 46.º Congresso Nacional da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), que decorre em Aveiro.

"Veja-se o exemplo da Irlanda, o que fez com a sua política fiscal e o crescimento que está a ter", justificou ainda.

O presidente da CTP disse ter "o desejo" de que o próximo executivo faça "um bom aproveitamento" dos fundos comunitários.

"Estamos a falar de mais de 50 mil milhões de euros, entre o que resta do Portugal 2020, o Portugal 2030, o PRR [Plano de Recuperação e Resiliência], o PRT [do Plano Reativar Turismo]. Temos que aproveitar, não podemos perder estes fundos. Será provavelmente o último fundo que iremos ter e é fundamental para a modernização da nossa economia, para a nossa competitividade", sublinhou o responsável.

Outro dos desejos manifestados pelo presidente da CTP hoje, em Aveiro, foi que o futuro governo viesse a manter a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, nesta pasta do novo executivo.

"Temos a ideia de que os políticos anunciam dez medidas e concretizam uma. A engenheira Rita Marques anuncia uma e concretiza dez", começou por dizer o responsável no seu agradecimento à governante do executivo de António Costa.

Francisco Calheiros disse ainda que, aproveitando a campanha eleitoral que se avizinha, que "o Governo que saia das eleições de 30 de janeiro" pudesse manter a governante com a pasta no setor.

A CTP, que agrega várias atividades do setor do turismo, "gostava muito de ver a engenheira Rita Marques a ocupar a pasta do Turismo", reforçou Francisco Calheiros.

A abertura do congresso, que conta com mais de 730 pessoas ligadas ao setor, contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

"Estamos a falar de 738 congressistas, o maior congresso da APAVT desde que há registos", disse o presidente da associação, Pedro Costa Ferreira à Lusa, acrescentando que, desta forma, a reunião deste ano vai-se "reafirmar como 'o' congresso do turismo português".

Este encontro foi adiado em 2020 devido à pandemia de covid-19.

Leia Também: Fed refere que economia americana cresceu num ritmo "modesto a moderado"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório