Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Covid-19: Novas medidas são "motivo de preocupação acrescida"

O presidente da Associação Empresarial de Portugal (AEP), Luís Miguel Ribeiro, disse hoje que as novas medidas, aprovadas pelo Governo, para conter a pandemia são "motivo de preocupação acrescida" e que podem afetar o consumo no Natal.

Covid-19: Novas medidas são "motivo de preocupação acrescida"
Notícias ao Minuto

20:37 - 25/11/21 por Lusa

Economia AEP

"As novas medidas exigem que haja alguma clarificação relativamente à sua aplicação e aos setores de atividade aos quais" são dirigidas, salientou, em declarações à Lusa.

Acerca do teletrabalho "é preciso perceber de que forma e em que setores será aplicado", referiu, apontando que a escola só vai começar "a partir de 10 de janeiro e quem tiver filhos mais novos terá de tomar conta deles". 

"Temos ainda a questão do impacto emocional", referiu, sublinhando que havia uma sensação "de que teríamos ultrapassado isto e afinal temos aqui um desafio pela frente".

"Vamos ainda ver o impacto que isto terá no comportamento dos consumidores, no Natal, nas compras, na predisposição das pessoas para viver este período de festa. E no facto de não podermos ter uma passagem de ano em condições normais", destacou o líder associativo.

Luís Miguel Ribeiro recordou ainda que está em processo de montagem a feira EMAF, na Exponor, de máquinas, equipamentos e robótica, que contava com um cenário, mas agora terá de ter "ajustamentos".

"Percebo que estamos a acautelar uma situação, tendo em conta o que aconteceu no ano passado", reconheceu, mas salientou que "é sempre motivo de preocupação acrescida".

O teletrabalho volta a ser recomendado e será obrigatório entre 02 e 09 de janeiro, semana de contenção de contactos após as festividades do Natal e do fim do ano, anunciou hoje o Governo. 

"Sempre que possível, o teletrabalho é recomendável para evitar excesso de contactos que permitam agravar a situação de pandemia", disse o primeiro-ministro, António Costa, no final da reunião do Conselho de Ministros que aprovou medidas para conter a pandemia de covid-19.

O Conselho de Ministros decidiu ainda que o teletrabalho vai ser obrigatório entre 02 e 09 de janeiro, semana de contenção de contactos.

Alem disso, o certificado digital covid-19 volta a ser obrigatório no acesso a restaurantes, estabelecimentos turísticos e alojamento local a partir de 01 de dezembro e "os testes [à covid-19] passam a ser obrigatórios para qualquer entrada em território nacional, seja qual for o ponto de origem e seja qual for a nacionalidade do passageiro", disse o primeiro-ministro. 

Leia Também: Máscaras, certificado digital e "semana de contenção". As novas regras

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório