Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2021
Tempo
17º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

"Regra é garantir que há separação entre vida profissional e familiar"

Em causa está o facto de o Código do Trabalho passar a prever que os empregadores têm o dever de se abster de contactar o trabalhador no período de descanso, salvo situações de força maior.

"Regra é garantir que há separação entre vida profissional e familiar"

A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, sublinha que a medida que prevê o dever de o empregador se abster de contactar o trabalhador no período de descanso, salvo situações de força maior, serve para garantir a "separação" entre o trabalho e a vida pessoal.

"A regra é garantir que há esta separação entre a vida profissional e vida familiar", disse a ministra do Trabalho, em declarações à CNN.

Em causa está o facto de o Código do Trabalho passar a prever que os empregadores têm o dever de se abster de contactar o trabalhador no período de descanso, salvo situações de força maior, segundo alterações aprovadas à lei laboral

Esta medida, recorde-se, foi 'alvo' de várias reações na imprensa internacional. Aliás, Trevor Noah, no programa 'The Daily Show', fez uma sátira a partir desta decisão, ironizando: "Isto é tão 'gangsta'. Tornar ilegal que os chefes telefonem aos empregados fora do horário de trabalho. Percebem que isso significa que, se o vosso chefe vos telefonar ao jantar, podem simplesmente atender e dizer: 'Sim, sim, deixa-me só colocar a chamada em conferência... com a polícia!'".

A proposta que foi votada de forma indiciária, tendo ainda de ser confirmada na Comissão do Trabalho e Segurança Social e depois votada em plenário, foi aprovada com os votos a favor dos socialistas, votos contra do PSD e a abstenção do BE e PCP.

Ministra promove Portugal para nómadas digitais

Na sua página pessoal do Instagram, a ministra sublinhou que, na mesma entrevista, promoveu Portugal como um destino para trabalhadores nómadas digitais ou que decidam trabalhar remotamente para qualquer parte do mundo. 

"A pandemia tornou evidente que se pode trabalhar em qualquer parte do mundo para qualquer parte do mundo", disse a ministra do Trabalho, justificando que Portugal "tem vantagens" em termos de clima, segurança e de qualidade de vida

Ana Mendes Godinho disse ainda, em declarações à CNN, que este é o momento de "promover Portugal como este sítio para trabalhadores que querem trabalhar para qualquer lugar do mundo". 

Leia Também: Teletrabalho vai regressar? Governo não afasta a possibilidade

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório