Meteorologia

  • 26 JANEIRO 2022
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Trabalhadores da Santa Casa de Lisboa reclamam atualização de salários

Mais de 200 sindicalistas e trabalhadores da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) exigiram hoje atualizações salariais e o respeito dos direitos consagrados no Acordo de Empresa junto à sede da instituição em Lisboa.

Trabalhadores da Santa Casa de Lisboa reclamam atualização de salários
Notícias ao Minuto

14:34 - 19/11/21 por Lusa

Economia Santa Casa de Lisboa

Os trabalhadores, que realizam hoje uma greve de 24 horas, concentraram-se de manhã junto às instalações da Santa Casa, empunhando cartazes onde escreveram "Nós também somos uma boa causa", "Aqui há precariedade", "Descongelamento das profissões -- aumento salarial", "Motoristas exigem a reintegração na carreira profissional", "Em luta por direitos" e "Merecemos reclassificação".

Durante o protesto gritaram ainda palavras de ordem como "Queremos descongelamentos", "A luta continua", "Valorização", "Aldrabões" e, visando o Provedor da Santa Casa, "Edmundo [Martinho], escuta, os trabalhadores estão em luta".

Patrícia Rodrigues, do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas (STFPSSRA) afirmou que a Mesa Administrativa da Santa Casa não está a cumprir aquilo que acordou com os sindicatos e o Acordo de Empresa relativamente às progressões e ao processo de avaliação de desempenho e defendeu que "tem que haver atualização salarial de todas as tabelas para todos os trabalhadores e tem que haver descongelamento das progressões".

"Além disso, nós achamos que é imperativo haver reforço de pessoal e que a Santa Casa tenha uma contratação coletiva que respeite e reforce os direitos de trabalhadores. Na prática, aquilo que está a acontecer é que a Santa Casa pretende reduzir os direitos dos trabalhadores e isso a custo zero", afirmou, destacando que "os trabalhadores estão insatisfeitos, estão cansados e não vão desmobilizar enquanto não conseguirem que as suas reivindicações sejam respeitadas".

De acordo com a sindicalista, a Santa Casa justifica a falta de orçamento para esta atualização com "o problema causado pela pandemia, pelo decréscimo de apostas nos jogos sociais, o que resultou em menos receitas, e com um acréscimo relativamente aos apoios sociais prestados a utentes da cidade de Lisboa".

"Relativamente à questão das progressões e atualizações salariais, o motivo que nos dão é esse. Relativamente a outras matérias, nem sequer nos vão dando resposta. É sempre para remeter para a discussão, vão ver, vão ver, mas depois na prática nunca nada resulta no concreto, nomeadamente a questão da avaliação de desempenho", acrescentou.

António Quitério, do Sindicato dos Professores da Grande Lisboa (SPGL), lembrou que o problema da falta de atualizações e de progressões na carreira já se arrasta desde antes da pandemia e considerou que a crise sanitária está agora a servir como mais uma "desculpa esfarrapada".

"Havia sempre uma desculpa, digamos. Era a forma de gestão da própria Mesa Administrativa, agora é pela questão da pandemia. Mas isto não tem cabimento. Nós não aceitamos. O concreto é que eles não respeitam os trabalhadores. A Mesa não respeita os trabalhadores e encontra sempre justificação. Encontra sempre - desculpe a expressão - desculpas esfarrapadas para que não haja aumento e respeito pelos seus trabalhadores", considerou.

Pela tribuna pública instalada em frente à Santa Casa, no Largo Trindade Coelho, em Lisboa, passaram motoristas professores, auxiliares de educação, psicólogos, auxiliares de creche e de ATL, de casas de acolhimento, auxiliares de geriatria e de apoio domiciliário, fisioterapeutas, telecomunicações, assistentes sociais e do hospital de Santana, trabalhadores do Departamento de Jogos e da cultura, entre outros.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa tem cerca de 6.300 trabalhadores.

Leia Também: Santa Casa de Lisboa. Greve dos trabalhadores por aumentos salariais

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório