Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 7º MÁX 14º

Edição

Bolsa de Lisboa em baixa, com CTT a liderar perdas, a cair 1,86%

A bolsa de Lisboa estava hoje em baixa, a manter a tendência da abertura, com as ações dos CTT a liderar as perdas, a cair 1,86% para 4,76 euros.

Bolsa de Lisboa em baixa, com CTT a liderar perdas, a cair 1,86%
Notícias ao Minuto

09:24 - 28/10/21 por Lusa

Economia Mercado

Cerca das 08h55 em Lisboa, o principal índice da bolsa, o PSI20, recuava 0,38% para 5.669,39 pontos, com 13 'papéis' a descerem, quatro a subirem e dois a manterem a cotação (Ramada Investimentos em 5,82 euros e Semapa em 11,94 euros).

Os títulos da Ibersol e da Jerónimo Martins também baixavam, designadamente 1,60% para 4,92 euros e 1,41% para 18,89 euros.

As ações da Greenvolt, Sonae e Corticeira Amorim eram outras das que mais se desvalorizavam, estando a cair 1,02% para 6,80 euros, 1,01% para 0,93 euros e 0,82% para 12,12 euros, respetivamente.

Em sentido contrário, as ações da Novabase, NOS e EDP Renováveis estavam a subir 0,43% para 4,70 euros, 0,30% para 3,39 euros e 0,10% para 4,90 euros.

Na Europa, as principais bolsas estavam hoje mistas, numa sessão carregada de referências relevantes, como a reunião do Banco Central Europeu (BCE), a inflação de outubro na zona euro e a apresentação de mais resultados empresariais.

Os mercados também aguardam a primeira estimativa da evolução do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA no terceiro trimestre de 2021.

A bolsa de Nova Iorque terminou mista na quarta-feira, com o Dow Jones a cair 0,74% para 35.490,69 pontos, contra o atual máximo, de 35.756,88 pontos, desde que foi criado em 1896.

O Nasdaq fechou a estabilizado em 15.235,84 pontos, contra o atual máximo de 15.374,33 pontos registado em 07 de setembro.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1599 dólares, contra 1,1609 dólares na quarta-feira e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em dezembro abriu em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 83,79 dólares, contra 84,58 pontos na quarta-feira e 86,40 dólares em 26 de outubro, um máximo desde outubro de 2018 (quando subiu até 86,43 dólares), mas os especialistas não excluem que possa atingir 90 dólares por barril antes do final do ano.

O ouro negro tem vindo a subir há vários dias devido à possibilidade de a procura aumentar a um ritmo mais rápido do que o nível da oferta nos próximos meses.

As economias em todo o mundo estão a aumentar o consumo de energia na sequência da queda da procura devido à pandemia.

Leia Também: Bolsa de Lisboa abre a cair 0,95%

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório