Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

AICEP vai colocar "montra de produtos portugueses" na gigante Alibaba

Trata-se de um "Agregador de Produtos Agroalimentares Portugueses", que funcionará como uma montra de produtos agroalimentares 'made in Portugal'.

AICEP vai colocar "montra de produtos portugueses" na gigante Alibaba

A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) vai lançar na quarta-feira o Agregador de Produtos Agroalimentares Portugueses no marketplace Alibaba.com. Trata-se de uma "montra de produtos portugueses" na gigante do comércio eletrónico chinesa. 

"O projeto inovador à escala nacional juntará produtos de diversas empresas portuguesas do setor agroalimentar numa página web comum na plataforma Alibaba, propriedade da AICEP, que terá uma gestão comercial e de marketing conjunta", pode ler-se num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso.

O objetivo é que sejam reduzidos, significativamente, os encargos financeiros das empresas, "o que criará condições propícias para um melhor desempenho no E-Commerce".

"Num claro contexto de aceleração, espera-se que o comércio online no segmento de comida e bebidas cresça mais de 8% ao ano até 2024, o que aumenta a urgência de as empresas portuguesas desenvolverem estratégias de E-Commerce eficazes de forma a ganharem posição de mercado nesta fase, pois o aumento do volume de negócios levará, a médio prazo, a um aumento da competição online", refere a AICEP.

O agregador será lançado na quarta-feira, dia 27 de outubro, às 9h30, no auditório da AICEP em Lisboa, com transmissão online aqui.

Leia Também: COP26. Só um país cumpre metas do Acordo de Paris, UE na lista laranja

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório