Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 14º

Edição

Remessas dos emigrantes nos PALOP sobem 9,3% para 19,3 milhões de euros

As remessas dos portugueses nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) subiram 9,3%, para 19,3 milhões de euros em agosto, enquanto as verbas enviadas pelos lusófonos em Portugal aumentaram 3,6%, para 3,17 milhões, segundo dados oficiais.

Remessas dos emigrantes nos PALOP sobem 9,3% para 19,3 milhões de euros

De acordo com a atualização dos dados relativos a agosto do Banco de Portugal, já disponível no site do regulador financeiro, os trabalhadores portugueses nos PALOP enviaram 19,38 milhões de euros, o que representa uma subida de 9,3% face aos 17,7 milhões enviados em agosto do ano passado.

Como é tradicional, os valores de Angola influenciam decisivamente a evolução dos dados sobre os PALOP, já que representam a grande maioria das remessas enviadas para Portugal.

Assim, os portugueses em Angola enviaram para Portugal 18,8 milhões de euros, representando uma subida de 10,5% face aos 17,06 milhões enviados em agosto do ano passado.

Em sentido inverso, os trabalhadores africanos lusófonos a trabalhar em Portugal enviaram 3,17 milhões de euros, o que representa uma subida de 3,6% face aos 3 milhões enviados em agosto do ano passado.

A nível global, as remessas dos emigrantes subiram 1,8% para 308 milhões de euros em agosto, de acordo com os dados do Banco de Portugal, enquanto as verbas enviadas pelos estrangeiros em Portugal subiram 7,2%, para 48,2 milhões.

Leia Também: Remessas dos emigrantes sobem 1,8% em agosto para 308 milhões de euros

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório