Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 7º MÁX 12º

Edição

Renault corta produção devido à pandemia e problemas de fornecimento

O grupo automóvel Renault vai deixar de produzir cerca de 500.000 veículos em todo o mundo este ano devido ao encerramento de fábricas provocado pela pandemia e a problemas no fornecimento de componentes, especialmente semicondutores, foi hoje anunciado.

Renault corta produção devido à pandemia e problemas de fornecimento
Notícias ao Minuto

10:55 - 22/10/21 por Lusa

Economia Renault

A Renault avançou hoje o número, quando anunciou as vendas e o volume de negócios do terceiro trimestre, ambos em queda acentuada.

As vendas do grupo caíram para 599.027 unidades entre julho e setembro, menos 22,3%, enquanto o volume de negócios caiu para 8.987 milhões de euros, menos 13,4%, disse a empresa num comunicado.

A queda da produção do terceiro trimestre, principalmente devido à escassez de componentes (tanto devido à falta de semicondutores como a perturbações nas cadeias logísticas globais), está estimada em cerca de 170.000 veículos.

"A escassez de semicondutores foi mais forte do que o esperado no final do primeiro semestre", disse a diretora financeira do grupo, Clotilde Delbos, numa conferência com analistas, na qual também apontou problemas de transporte e disponibilidade de contentores.

Mesmo assim, o grupo Renault, que também inclui marcas como Dacia, Lada e Alpine, está confiante em atingir a sua previsão de uma margem operacional de 2,8% do volume de negócios para o ano no seu conjunto.

A Renault sublinhou que a entrada de encomendas está no nível mais alto em 15 anos, com 2,8 meses de vendas.

Clotilde Delbos também assegurou que a Renault mantém os objetivos de avançar para a eletrificação da sua gama, e salientou que o grupo está no bom caminho para que 20% de todas as suas vendas globais sejam veículos elétricos ou híbridos este ano.

No plano financeiro, a gestora salientou que o corte de custos fixos em 2.000 milhões de euros, um objetivo lançado em 2020 em plena pandemia, será alcançado "nas próximas semanas" e continuará a ser implementado.

Como resultado, Delbos disse que o grupo mantém as previsões financeiras para o exercício financeiro de 2021 "apesar da deterioração da disponibilidade de componentes no terceiro trimestre".

Leia Também: Renault vai encerrar produção do Talisman, Scénic e Espace até 2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório