Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Associação denuncia aumento de ataques de Bolsonaro contra a imprensa

A Associação Interamericana de Imprensa (SIP) denunciou hoje o aumento da "postura agressiva" do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, contra os profissionais que atuam nos meios de comunicação e a impunidade dos crimes cometidos contra essa categoria.

Associação denuncia aumento de ataques de Bolsonaro contra a imprensa
Notícias ao Minuto

16:00 - 19/10/21 por Lusa

Economia Brasil

No relatório sobre o Brasil apresentado na 77.ª Assembleia Geral da SIP, que começou hoje de forma virtual e que se prolongará até 22 de outubro, a entidade destacou que Bolsonaro, líder da extrema-direita brasileira, e os seus aliados "continuam a atacar a atividade jornalística e a alimentar narrativas anti-imprensa que as redes sociais replicam".

A SIP denunciou ainda que, desde que assumiu o poder, em janeiro de 2019, o Governo de Bolsonaro tem procurado, embora sem sucesso até ao momento, colocar um fim à legislação sobre a publicação em jornais de balanços de empresas e avisos de licitações, a fim de "prejudicar financeiramente o setor".

A entidade destacou que, no último ano, a atividade jornalística no país foi marcada por um clima de "intolerância e agressividade", em que foram reportados inúmeros casos de agressão e intimidação a jornalistas e meios de comunicação, assim como de censura.

"Têm sido frequentes ataques físicos ou verbais, por parte de simpatizantes do Presidente, contra repórteres, cinegrafistas ou fotógrafos que fazem a cobertura de manifestações públicas em apoio ao Governo", destacou a entidade no relatório.

Nesse contexto, o presidente da Associação Nacional de Jornais (ANJ), Marcelo Rech, destacou, citado no documento, que a diferença entre "regimes democráticos e autocráticos está na forma como lidam com a imprensa livre".

"Os ataques sistemáticos do Presidente Jair Bolsonaro e as tentativas de enfraquecer economicamente os meios de comunicação indicam que, no Brasil, o Governo procura adotar um modelo semelhante ao da Venezuela, Filipinas, Turquia e outros regimes que não convivem bem com a liberdade de imprensa", frisou.

A SIP também recordou vários dos recentes ataques físicos e verbais perpetrados contra jornalistas, incluindo o que culminou com a morte do jornalista Eranildo Cruz, do diário Tribuna Regional, que "foi encontrado morto, com as mãos atadas e sinais de tortura", no estado do Pará (norte) em 06 de setembro último.

Leia Também: Bolsonaro acha-se dono da Petrobras, crítica ex-presidente da empresa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório