Meteorologia

  • 26 OUTUBRO 2021
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Questão dos combustíveis "preocupa os partidos, Governo e oposições"

Marcelo Rebelo de Sousa espera que o cenário mude para não pesar sobre a recuperação económica.

Questão dos combustíveis "preocupa os partidos, Governo e oposições"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta quinta-feira que a questão dos combustíveis é uma preocupação transversal e espera que o cenário mude para não pesar sobre a recuperação económica. 

"A questão dos combustíveis preocupa todos os partidos, preocupa Governo e oposições em Portugal, na vizinha Espanha, na União Europeia e em múltiplos países do mundo, porque os fatores que estão a pesar no preço são em, muitos casos, comuns", disse Marcelo, em declarações transmitidas pela RTP3, quando questionado sobre se está preocupado com o aumento do preço dos combustíveis

"A Comissão Europeia tem um pacote de medidas (ou de sugestões ou de indicações para os partidos) para o curto prazo, até março/abril e depois tem medidas de mais longo prazo, mas é de esperar ou é de desejar que a situação não se prolongue nos termos que existem hoje para além de março e abril, porque aí começaria a pesar ainda mais naquilo que todos desejamos, que é a recuperação do tempo perdido na economia na Europa e no mundo", disse o Presidente da República. 

A Comissão Europeia propôs, na quarta-feira, aos Estados-membros da UE que avancem com 'vouchers' ou moratórias para aliviar as contas da luz aos consumidores mais frágeis, devido à crise energética, sugerindo ainda uma investigação a "possíveis comportamentos anticoncorrenciais".

Em causa está uma comunicação sobre os preços da energia, que funciona como uma "caixa de ferramentas" para orientar os países da UE na adoção de medidas ao nível nacional, numa altura em que a escalada do valor da eletricidade, em consequência da subida no mercado do gás e da maior procura, ameaça exacerbar a pobreza energética e causar dificuldades no pagamento das contas de aquecimento neste outono e neste inverno.

Nesta comunicação para fazer face ao aumento excecional dos preços da energia, que deve durar até ao final do inverno, a Comissão Europeia adianta que os países podem "facilitar um acesso mais amplo aos acordos de compra de energia renovável e apoiá-los através de medidas de acompanhamento".

Leia Também: "O que é natural é que não haja crise. Este é o meu estado de espírito"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório