Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2021
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Mais de 130 países, incluindo Portugal, acordam imposto global de 15%

O acordo estabelecido também pretende reforçar a luta contra os paraísos fiscais.

Mais de 130 países, incluindo Portugal, acordam imposto global de 15%
Notícias ao Minuto

17:46 - 08/10/21 por Fábio Nunes 

Economia Imposto global

Esta sexta-feira, 136 países aceitaram uma taxa mínima de imposto global de 15%, anunciou a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE). Portugal é um dos países que subscreveu este acordo mundial. 

O acordo também prevê reforçar o combate contra os paraísos fiscais. 

"Isto vai tornar o nosso sistema fiscal internacional mais justo e vai funcionar melhor. É uma grande vitória para o multilateralismo efetivo e equilibrado", realçou Mathias Cormann, o secretário-geral da OCDE. 

"É um acordo de grande alcance que garante que o nosso sistema fiscal internacional cumpre o objetivo numa economia mundial globalizada e digitalizada", vincou Cormann, acrescentando ainda que "temos de trabalhar agora diligentemente e rapidamente para garantir a implementação efetiva desta grande reforma". 

A Hungria aceitou hoje apoiar este acordo, e juntou-se a outras duas nações que também estavam a travar o acordo, a Irlanda e a Estónia, que ratificaram-no esta terça-feira. 

O acordo estabelecido hoje é o culminar de anos de negociações infrutíferas. O acordo para este imposto global entra em vigor a partir de 2023. 

[Notícia atualizada às 18h20]

Leia Também: Irlanda sobe imposto sobre empresas e reforma fiscal mundial avança

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório