Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

Bolsas europeias em baixa, pendentes dos bancos centrais

As principais bolsas europeias estavam hoje a negociar em baixa, numa sessão condicionada pelos máximos do preço do petróleo e a subida dos juros da dívida soberana e durante a qual os investidores estarão pendentes dos bancos centrais.

Bolsas europeias em baixa, pendentes dos bancos centrais
Notícias ao Minuto

09:10 - 28/09/21 por Lusa

Economia mercados

Cerca das 09:00 em Lisboa, o EuroStoxx 600 recuava 0,98% para 457,89 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt desciam 0,43%, 1,13% e 0,71%, bem como as de Madrid e Milão, que se desvalorizavam 0,39% e 0,38%, respetivamente.

Depois de abrir em alta e em sentido contrário do dos mercados europeus, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência, estando cerca das 09:00, o principal índice, o PSI20, a subir 0,15% para 5.459,37 pontos.

Os juros da dívida dos Estados Unidos estavam hoje a subir para 1,5%, um máximo desde junho.

Analistas da IG, citados pela Efe, afirmam que os investidores continuam a assimilar as perspetivas de que a Reserva Federal dos EUA (Fed) vai começar a endurecer a política monetária mais cedo, num contexto de crescimento mais lento e de um aumento da inflação.

Neste sentido, hoje os investidores estão muito pendentes da evolução do preço do petróleo e do impacto de uma subida no aumento dos preços.

No caso do Brent, de referência na Europa, o barril já ultrapassou a barreira dos 80 dólares, um novo máximo desde outubro de 2018.

Mesmo assim, o mercado vai estar focado nas declarações dos presidentes da Fed e do Banco Central Europeu (BCE).

O presidente da Fed, Jerome Powell, comparecerá hoje numa comissão do Senado dos EUA para falar sobre as medidas adotadas para travar a deterioração económica provocada pela pandemia e espera-se que reitere a ideia de que o fim dos estímulos está próximo, ainda que será feita de forma gradual, e a primeira subida das taxas de juro só avançará em finais de 2022 ou 2023.

Entretanto, a presidente do BCE, Christine Lagarde, abrirá o fórum anual da instituição.

A bolsa de Nova Iorque terminou mista na segunda-feira, com o Dow Jones a subir 0,21% para 34.869,37 pontos, contra o atual máximo desde que foi criado em 1896, de 35.625,40 pontos, verificado em 16 de agosto.

Em sentido contrário, o Nasdaq fechou a desvalorizar-se 0,52% para 14.969,97 pontos, contra o atual máximo de 15.374,33 pontos registado em 07 de setembro.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1677 dólares, um mínimo desde 03 de novembro de 2020, contra 1,1702 dólares na segunda-feira e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em novembro abriu em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 80,34 dólares, um máximo desde outubro de 2018, contra 79,53 dólares na segunda-feira.

Leia Também: Bolsa de Lisboa abre a subir 0,41%

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório