Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2021
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 27º

Edição

Grupo português responsabiliza Covid e Moçambique por salários em atraso

O grupo de construção civil português Elevo anunciou hoje em comunicado ter salários em atraso em Moçambique, num valor não especificado, sobretudo devido à pandemia de covid-19 e a dívidas do Estado moçambicano.

Grupo português responsabiliza Covid e Moçambique por salários em atraso
Notícias ao Minuto

17:58 - 20/09/21 por Lusa

Economia Covid-19

No documento, o grupo faz referência a "dificuldades" que incluem "alguns salários em atraso e que são explicadas sobretudo pelo impacto da pandemia de covid-19 e pelo facto de um dos seus principais clientes, o Estado moçambicano, não estar a honrar os seus compromissos financeiros".

Contactada pela Lusa, fonte ligada ao grupo não especificou os valores em causa.

O grupo afirma empregar 222 pessoas em Moçambique e ter uma carteira de obras no valor de 90 milhões de euros no país.

O comunicado surge dias depois de a imprensa local divulgar queixas de trabalhadores moçambicanos que dizem ter sido abandonados, sem explicações, numa situação que se arrasta há vários meses.

No comunicado de hoje, a Elevo diz que não abandonou Moçambique, acrescentando inclusivamente que pretende "reforçar a sua ligação com o país, estando prevista a realização de alguns importantes investimentos no curto prazo", sem mais detalhes.

O grupo explica ter mais de 15 anos de presença em Moçambique onde "tem vindo a desenvolver um importante conjunto de projetos".

A Elevo apresenta-se como um grupo português de presença global, "comprometido com as comunidades" e com "capacidade de resposta em todas as áreas da engenharia e construção".

Leia Também: Detido agente da polícia moçambicana após morte de jovem em Maputo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório