Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2021
Tempo
22º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

É "fundamental" dotar territórios de infraestruturas para empresas

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que é "absolutamente fundamental" dotar os territórios "das infraestruturas essenciais" para que as empresas se desenvolvam "de uma forma melhor" e escoem os seus produtos de "forma mais ágil".

É "fundamental" dotar territórios de infraestruturas para empresas
Notícias ao Minuto

17:02 - 19/09/21 por Lusa

Economia Autárquicas

"E absolutamente fundamental (...) dotar os territórios das infraestruturas essenciais para que as empresas se possam desenvolver de uma forma melhor, que possam escoar os seus produtos de uma forma mais ágil, que os territórios possam interligar-se mais entre si, porque isso aumenta necessariamente o valor e a capacidade de trabalharmos em conjunto", salientou António Costa.

O secretário-geral falava na Maia, num comício de apoio ao candidato do partido à Câmara Municipal local, Francisco Vieira de Carvalho.

Afirmando que a pandemia atingiu "profundamente" o país do ponto de vista económico, António Costa salientou que é preciso "apoiar as empresas que sofreram muito ao longo destes meses" e aqueles que "perderam o emprego" ou o "rendimento".

Nesse sentido, o secretário-geral do PS frisou que é necessário "fazer a ponte entre as empresas e os centros de produção de conhecimento", como as universidades ou os politécnicos, que considerou serem "molas fundamentais" da "capacidade de inovação".

"Temos que, cada vez mais, investir na educação dos nossos jovens, continuando a combater o abandono escolar precoce, continuando a criar condições para termos um ensino profissional de melhor qualidade. Temos que continuar a apoiar o acesso dos jovens ao ensino superior, porque temos que continuar a aumentar o número de jovens com formação superior", apontou.

Exemplificando com as especificidades da Maia, António Costa salientou que o concelho se encontra numa "corda muito importante" do "tecido empresarial português", que se estende até ao distrito de Braga.

Retomando um discurso que já tinha iniciado no sábado durante um comício em Vila Nova de Famalicão, o secretário-geral do PS afirmou assim que um eixo "fundamental" da região é a estrada Nacional 14, que afirmou ser "uma dor de cabeça para muitas e muitas empresas".

"E nós temos de ajudar a desenvolver todo este território, desde a Maia até Vila Nova de Famalicão, de ajudar a estruturar este território como um dos grandes territórios, um dos territórios mais dinâmicos para ajudar a desenvolver o país", apontou.

António Costa reiterou assim o que já tinha dito no sábado e afirmou que uma "enorme dificuldade" que o seu primeiro Governo -- que tomou posse em 2015 -- encontrou, foi ter herdado o programa Portugal 2020, que não permitia "investir na modernização da rede rodoviária", porque "alguém" -- em referência ao anterior Governo do PSD e CDS -- "foi convencer a Comissão Europeia" que Portugal tinha "estradas a mais".

"Mas agora, quando tivemos de negociar o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), nós batemo-nos e ganhámos para resolver um problema estrutural e temos agora no PRR - que tanto irrita os nossos adversários - a verba necessária para, daqui até a Famalicão, e fazendo a ponte sobre o Rio Ave, termos a nacional 14 totalmente restabelecida, totalmente requalificada para ajudar a estruturar um grande território dinâmico para o futuro da nossa economia", indicou.

O secretário-geral do PS salientou assim que o "tempo urge" e que, numa altura em que o país se prepara para ter a pandemia sob controlo, é o "momento de olhar para o futuro", com a "compreensão que o futuro começa já hoje".

"E é por isso que temos de arregaçar as mangas, pôr mãos à obra porque não há tempo a perder e, para que não se perca mais tempo, nós precisamos de ter em todos os municípios autarcas com a energia, a ambição e a determinação do Francisco Vieira de Carvalho", salientou.

António Costa dedica hoje o seu dia de campanha autárquica ao distrito do Porto, percorrendo oito concelhos.

Além do comício na Maia, o secretário-geral do PS já esteve em Marco de Canaveses, Penafiel, Valongo e Marco de Canaveses e, durante a tarde, irá estar em Matosinhos, Gondomar, terminando o dia em Vila Nova de Gaia.

A Câmara da Maia, no distrito do Porto, é atualmente liderada pela coligação PSD/CDS-PP que conquistou, nas autárquicas de 2017, seis mandatos, sendo oposição no executivo a coligação PS/JPP com cinco eleitos.

Candidatam-se à Câmara Municipal de Maia, no próximo dia 26 de setembro, António Silva Tiago (PSD/CDS-PP), Francisco Vieira de Carvalho (PS), o jornalista Alfredo Maia (CDU), o mediador de seguros Silvestre Pereira (Bloco de Esquerda) e o empresário André Pedro Almeida (Chega).

Leia Também: PT 2030 e PRR dão às empresas o dobro do que tiveram nos últimos 6 anos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório