Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2021
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Venda Cerealis a famílias Moreira da Silva e Silva Domingues? AdC dá 'ok'

A Autoridade da Concorrência (AdC) deu 'luz verde' à compra do grupo Cerealis, do setor das massas alimentícias e farinhas industriais, pelas sociedades de investimentos Tangor Capital e Teak Capital, segundo aviso publicado.

Venda Cerealis a famílias Moreira da Silva e Silva Domingues? AdC dá 'ok'
Notícias ao Minuto

12:49 - 16/09/21 por Lusa

Economia Concorrência

A operação de concentração, segundo a decisão de não oposição, que foi tomada na quarta-feira pelo Conselho de Administração da AdC, "não é suscetível de criar entraves significativos à concorrência efetiva no território ou em parte substancial deste", diz o regulador no aviso publicado na sua página de internet.

A operação consiste na aquisição, pela empresa Teak Capital, holding pessoal de Carlos Moreira da Silva, e pela empresa Tangor Capital, da família Silva Domingues, do controlo conjunto da Cerealis e participadas, mantendo o grupo em mãos portuguesas.

A Tangor Capital é uma sociedade de investimentos nos setores industriais, financeiro, imobiliário e da educação, segundo o aviso, enquanto a Teak Capital é uma empresa holding de investimento nos setores industriais, financeiro, imobiliário, da educação e da saúde.

A Cerealis é uma empresa de indústria cerealífera, nomeadamente de moagem de cereais, produção de massas alimentícias, bolachas e flocos de cereais, e comércio, distribuição, exportação e importação de cereais e produtos derivados, além de serviços no âmbito da comercialização e distribuição daqueles produtos.

A Cerealis, cuja mudança de donos foi comunicada em agosto, em comunicado divulgado, foi fundada em 1919 e contou com três gerações das famílias Amorim e Lage, ao longo de um século, a desenvolver o grupo.

Com fábricas na Maia, Porto, Trofa, Coimbra e Lisboa, e ainda uma participação de 33,3% na Europasta, empresa de massas alimentícias com sede na República Checa, a Cerealis detém as marcas Milaneza, Nacional, Harmonia e Concordia.

Há três anos, em julho de 2018, a Ceralis anunciou a conclusão da ampliação da fábrica de cereais de Trofa, distrito do Porto, que passou a ter uma capacidade de produção de 90 toneladas por dia.

Na altura, o grupo empregava, no total, cerca de 700 colaboradores, transformava mais de 480 mil toneladas de cereais por ano, tinha mais de três mil clientes e estava representado em todos os continentes.

Leia Também: Venda da Cerealis notificada à Concorrência

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório