Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2022
Tempo
12º
MIN 8º MÁX 19º

Fitch mantém 'rating' de Angola em CCC

A agência de notação financeira Fitch Ratings decidiu hoje manter o rating de Angola em CCC, antevendo um crescimento económico de 0,1% este ano, que vai acelerar até 2,9% em 2023.

Fitch mantém 'rating' de Angola em CCC
Notícias ao Minuto

15:09 - 02/09/21 por Lusa

Economia Fitch Ratings

"O 'rating' de Angola reflete o risco para o Governo relativo à sustentabilidade da dívida a médio prazo e à incerteza sobre as fontes de financiamento externo disponíveis em 2022 e 2023, já depois de o programa do Fundo Monetário Internacional terminar e o serviço da dívida externa aumentar significativamente em 2023", lê-se na nota hoje divulgada.

Na explicação da manutenção da opinião sobre a qualidade do crédito soberano de Angola, os analistas escrevem, ainda assim, que "a recente recuperação no preço global do petróleo vai sustentar uma melhoria na posição orçamental, o que, juntamente com as perspetivas de um aumento no crescimento do PIB e uma depreciação menor da taxa de câmbio, vai contribuir "para colocar a dívida pública numa trajetória descendente".

A dívida pública face ao PIB já chegou ao máximo previsto, atingindo um rácio de 124% no final de 2020, devendo descer para menos de 100% no final deste ano, "parcialmente devido ao aumento do denominador, motivado pela subida dos preços do petróleo, mas ainda assim bem acima da média de 68% dos países classificados no nível B", diz a Fitch Ratings.

O Governo conseguiu fazer um "esforço significativo de consolidação orçamental nos últimos anos num contexto de redução da produção e dos preços petrolíferos", acrescentam, salientando que apesar do ajustamento, a economia continua "altamente dependente da receita petrolífera, cujos preços vão reverter os ganhos de 2021, e num contexto de manutenção da produção" de petróleo.

A Fitch Ratings prevê que a produção de petróleo, essencial para relançar a economia, caia para 1,18 milhões de barris diários este ano, face aos 1,27 do ano passado, mantendo negativo o crescimento do PIB não petrolífero.

"Prevemos que a produção suba para 1,2 milhões de barris por dia em 2022, mantendo-se nesse nível em 2023, mas isto depende do início da nova produção; se isto não acontecer a produção pode cair 10 a 15% ao ano", alertam.

Leia Também: Consultora Fitch Solutions prevê Moçambique a crescer 4,4% em 2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório