Meteorologia

  • 28 JUNHO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 26º

INE confirma: PIB dispara 15,5% no 2.º trimestre e 4,9% em cadeia

Na estimativa rápida conhecida em 30 de julho, a autoridade estatística nacional já indicava que o PIB teria registado um crescimento de 4,9% no segundo trimestre face ao primeiro e de 15,5% face ao mesmo período do ano passado.

INE confirma: PIB dispara 15,5% no 2.º trimestre e 4,9% em cadeia
Notícias ao Minuto

11:00 - 31/08/21 por Notícias ao Minuto

Economia PIB

O produto interno bruto (PIB) disparou 15,5% no 2.º trimestre de 2021 em comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com os dados divulgados, esta terça-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Em cadeia, ou seja, face aos primeiros três meses do ano - marcados também pelo confinamento - o PIB cresceu 4,9%, revelou o INE, confirmando os dados provisórios divulgados há um mês

"O PIB, em termos reais, registou uma variação homóloga de 15,5% no 2º trimestre de 2021 (-5,3% no trimestre anterior). Esta evolução é influenciada por um efeito de base, uma vez que as restrições sobre a atividade económica em consequência da pandemia se fizeram sentir de forma mais intensa nos primeiros dois meses do segundo trimestre de 2020, conduzindo então a uma contração sem precedente da atividade económica", refere o INE. 

Na estimativa rápida conhecida em 30 de julho, a autoridade estatística nacional já indicava que o PIB teria registado um crescimento de 4,9% no segundo trimestre face ao primeiro e de 15,5% face ao mesmo período do ano passado.

"O contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB foi positivo, enquanto o contributo da procura externa foi nulo. Refira-se ainda que no 2º trimestre de 2021, em termos homólogos, se registou uma perda nos termos de troca, tendo o comportamento do deflator das importações sido influenciado, em larga medida, pelo crescimento pronunciado dos preços dos produtos energéticos", justifica a agência de estatísticas. 

Quais são as previsões para 2021?

O PIB registou uma contração de 7,6% em 2020, esperando o Governo que a economia cresça 4,0% no conjunto deste ano, um desempenho inferior aos 4,8% projetados pelo Banco de Portugal, mas mais otimista do que o das restantes entidades que fazem projeções para a economia portuguesa.

Para o Conselho de Finanças Públicas (CFP), o PIB deverá crescer este ano 3,3%, enquanto o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Comissão Europeia apontam para 3,9% e a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) antecipa 3,7%.

[Notícia atualizada às 11h14]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório