Meteorologia

  • 28 SETEMBRO 2021
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Financiamento especializado com retoma no primeiro semestre

O financiamento especializado, ou seja, as modalidades de 'leasing', 'factoring' e 'renting', registou uma retoma no primeiro semestre deste ano, revelou hoje a Associação Portuguesa de Leasing, Factoring e Renting (ALF), em comunicado.

Financiamento especializado com retoma no primeiro semestre
Notícias ao Minuto

17:38 - 04/08/21 por Lusa

Economia Associação

"O maior crescimento foi verificado no 'leasing' mobiliário, com 12,0% em comparação aos valores verificados no primeiro semestre de 2020, sinal da vitalidade deste segmento, preponderante no apoio às empresas e ao investimento", salientou a associação.

A ALF disse que estes dados apontam para "um arranque da economia nacional na segunda metade do semestre", apesar do confinamento "verificado em Portugal, logo no arranque do ano", acrescentando que "o setor comprovou a sua resiliência e inverteu as quedas que acumulava no primeiro trimestre".

Segundo a entidade, o 'factoring' (cedência de créditos comerciais de curto prazo por parte de uma empresa a uma instituição financeira) "registou uma subida de 4,1% no primeiro semestre, totalizando 15,8 mil milhões de euros em créditos tomados", sendo que "o crescimento em valor absoluto mais acentuado verificou-se no 'confirming' (serviço em que a instituição de 'factoring' efetua o pagamento aos fornecedores do seu cliente, podendo estes solicitar a antecipação do mesmo), o qual ascendeu a 6,49 mil milhões de euros em créditos tomados, um aumento de 358 milhões de euros correspondente a 5,8% durante o primeiro semestre".

Paralelamente, disse a ALF, o 'factoring' internacional, "que tem um papel preponderante no apoio às exportações nacionais" foi de dois mil milhões de euros, "crescendo 7,4% face ao período homólogo".

Por sua vez, a locação financeira ('leasing'), adiantou a associação, na mesma informação hoje divulgada, "acompanhou esta tendência positiva e somou uma produção total de 1,2 mil milhões de euros no primeiro semestre, um crescimento de 6,5% nos investimentos financiados", sendo "de notar neste desempenho que, apesar da queda de 4,6% na locação financeira imobiliária, para 360,4 milhões de euros, o 'leasing' mobiliário disparou 12,0%, permitindo fechar o semestre com um balanço global de ganhos".

De acordo com a ALF, na locação mobiliária, "as viaturas são responsáveis por dois terços do investimento financiado", sendo que "do total de 849,8 milhões de euros financiados para aquisição de viaturas e equipamentos, 570 milhões de euros" dizem respeito a viaturas, "74% das quais ligeiras".

Também o 'renting' (aluguer operacional de viaturas) mostra "outro sinal da vitalidade do financiamento especializado na ajuda à recuperação económica e ao apoio às empresas".

A produção neste segmento "cresceu 11,8%, para os 288,5 milhões de euros, face ao período homólogo", um valor que "corresponde a 13.535 viaturas, das quais 11.513 de passageiros e 2.022 comerciais", segundo a ALF.

A associação defendeu que, "apesar da incerteza que persiste no horizonte, existem sinais da crescente confiança de consumidores e empresários, refletindo-se no reforço de 2,4% no total da frota gerida pelas 'rentings', somando, no final de junho, quase 122 mil viaturas com um valor contabilístico de 1,9 mil milhões de euros".

A associação indicou ainda que no seu conjunto, o 'leasing' e o 'renting' "adquiriram 30.494 novas viaturas no primeiro semestre de 2021, o que, analisados os dados da Associação Automóvel de Portugal referente ao total de viaturas novas introduzidas em Portugal, representa cerca de 31% de todas as viaturas vendidas neste período".

"O financiamento especializado tem um papel muito importante para apoiar as empresas, fomentar as exportações nacionais e suportar a transição verde, para a qual todos seremos chamados a contribuir. As associadas da ALF estão preparadas para suportar o esforço na renovação de equipamentos e veículos para tecnologias mais eficientes, na eletrificação das frotas automóveis e na necessária renovação progressiva para viaturas menos poluentes, na digitalização de processos e no aconselhamento aos clientes", assegurou Luís Augusto, presidente da ALF, citado na mesma nota.

Leia Também: Trinta e três bolsas de investigação recebem financiamento de 2,4 milhões

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório