Meteorologia

  • 28 SETEMBRO 2021
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Angola e Gana querem reforçar cooperação na exploração de petróleo

Angola e Gana assinaram hoje, em Acra, um memorando de entendimento para reforçar a cooperação em várias áreas, com destaque para os recursos de hidrocarbonetos e extração mineira.

Angola e Gana querem reforçar cooperação na exploração de petróleo
Notícias ao Minuto

19:51 - 02/08/21 por Lusa

Economia Petróleo

Em conferência de imprensa conjunta dos dois chefes de Estado, o Presidente do Gana, Nana Akufo-Addo, disse, citado pela Rádio Nacional de Angola (RNA), que foi criado um mecanismo de consulta que irá possibilitar trocas periódicas de ponto de vista a nível de questões gerais, técnicas e também dos desenvolvimentos a nível dos recursos de hidrocarbonetos e de extração mineira, agricultura, educação.

Nana Akufo-Addo disse que, de uma forma global, o acordo irá criar mecanismos onde doravante os dois países, de forma regular, irão consultar entre si sem necessitar da visita dos Presidentes de ambos os países, podendo estas consultas ser realizadas por técnicos, que irão garantir acordos de cooperação.

Por sua vez, o Presidente angolano, João Lourenço, considerou a visita "um sucesso", por ter conseguido alcançar o objetivo que traçou antes de sair de Angola.

"Definimos cooperar em domínios muito importantes como o setor dos petróleos, em que ambos os países são produtores, cooperar no domínio da agricultura, agropecuária, do turismo, da cultura e de outros que os dois países vierem a identificar", afirmou João Lourenço.

"Por esta razão saímos satisfeitos da cidade de Acra, com sentimento de missão cumprida, pelo facto de termos encontrado uma perfeita identidade de pontos de vista sobre todas as matérias que abordamos, com relação à necessidade do fortalecimento da Zona Livre de Comércio Continental Africana, com relação à necessidade de reforço da segurança do Golfo da Guiné e sobre outras matérias do domínio da política internacional, para além daquelas do domínio das relações bilaterais entre os dois países", acentuou.

Em declarações à imprensa, o chefe da diplomacia angolana, Téte António, reforçou que foi manifestado interesse de cooperação nas áreas da defesa, aviação e indústria mineira.

Segundo Téte António, importa a Angola o domínio da defesa, especificamente na formação, tendo em conta a longa experiência do Gana nesta matéria.

"Há questões que nos interessam, no domínio da defesa, incluindo questões de formação, até para a vertente internacional, que nós sabemos que aqui existe o centro Kofi Hanan, o centro dedicado a questões de manutenção de paz e o Gana é um país tradicionalmente contribuinte de contingentes das Nações Unidas, é um dos 'tops', já nos anos 60 o Gana estava nessas operações", salientou.

Quanto ao Gana, segundo o ministro das Relações Exteriores de Angola, "está muito interessado" na experiência angolana de exploração de petróleo.

"Estão a começar e gostariam de ter o 'know-how' de Angola, porque formamos muitos técnicos nesse domínio, que podem aproveitar", frisou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório