Meteorologia

  • 23 JANEIRO 2022
Tempo
10º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Mercado automóvel cresceu nos primeiros meses do ano mas caiu face a 2019

O mercado automóvel cresceu 18,1% nos primeiros sete meses deste ano, em termos homólogos, mas em comparação com 2019 caiu 34,2% revelou hoje a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Mercado automóvel cresceu nos primeiros meses do ano mas caiu face a 2019
Notícias ao Minuto

17:23 - 02/08/21 por Lusa

Economia ACAP

"Nos sete meses de 2021, foram colocados em circulação 113.541 novos veículos, o que representou uma diminuição de 34,2% relativamente ao mesmo período de 2019, apesar da comparação com 2020 mostrar um aumento de 18,1%", destacou a associação, num comunicado.

Em termos mensais, houve uma queda mesmo em relação a 2020, indicou a ACAP, apontando que "em julho de 2021 foram matriculados pelos representantes legais de marca a operar em Portugal 14.219 veículos automóveis, ou seja, menos 34,7% que no mesmo mês de 2019 e menos 21,4% quando comparado com julho de 2020".

No que diz respeito ao mercado de ligeiros de passageiros, entre janeiro e julho foram matriculadas "93.768 unidades, o que se traduziu numa variação negativa de 36,2% relativamente a período homólogo de 2019", sendo que "em comparação com os sete meses de 2020, o mercado registou um aumento de 17,1%".

Por outro lado, no mês de julho, "foram matriculados em Portugal 12.323 automóveis ligeiros de passageiros novos, ou seja, menos 33,2% do que no mesmo mês do ano de 2019", sendo que, em comparação com o período homólogo, o "mercado registou também uma queda de 19%".

Já no mercado de ligeiros de mercadorias registou-se, em termos acumulados, 16.931 unidades, "o que representou um decréscimo de 23,6% face ao período homólogo do ano de 2019 e um aumento de 19,6% em comparação com o período homólogo de 2020".  Em julho, este segmento atingiu uma "evolução negativa de 48,3% face ao mês homólogo do ano de 2019, situando-se em 1.622 unidades matriculadas", sendo que, "quando comparado com o sétimo mês de 2020, verifica-se também um decréscimo de 35,9%".

Por fim, no que diz respeito aos veículos pesados, nos primeiros sete meses de 2021 "as matrículas desta categoria totalizaram 2.842 unidades, o que representou um decréscimo do mercado de 13,7% relativamente ao período homólogo de 2019 e um aumento de 50,1% quando comparado com o mesmo período de 2020", adiantou a ACAP.

Paralelamente, em julho de 2021 "foram matriculados 274 veículos desta categoria, o que representa um aumento de 26,3% face ao mesmo mês do ano 2019, mas, em comparação com julho de 2020, o mercado registou uma queda de 24,5%".

Leia Também: ACAP: Produção de automóveis cai 29,5% devido à falta de semi-condutores

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório