Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2021
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Wall Street fecha em alta ligeira e com novo triplo recorde

A bolsa nova-iorquina fechou hoje em alta ligeira, mas suficiente para estabelecer novos recordes dos seus principais índices, com os investidores na expectativa de resultados empresariais e uma reunião da Reserva Federal (Fed).  

Wall Street fecha em alta ligeira e com novo triplo recorde

Os resultados definitivos da sessão indicam que o seletivo Dow Jones Industrial Average ganhou 0,24%, para os 35.144,31 pontos, o tecnológico Nasdaq avançou 0,03%, para as 14.840,71 unidades, e o alargado S&P500 progrediu 0,24%, para as 4.422,30.

Depois de terem começado em baixa, os índices oscilaram em torno do ponto de equilíbrio durante toda a sessão, perante a falta de notícias capazes de orientar os debates, em contexto de fraco volume de transações.

"No ano passado, não tivemos férias. Este ano há muito menos pessoas no seu posto de 'trading'", de transações bolsistas, do que no mesmo período do verão de 2020, comparou Kim Forrest, responsável pela estratégia de investimento na Boker Capital Partners.

Depois de encerrar na sexta-feira em níveis inéditos, com o Dow Jones acima dos 35 mil pontos pela primeira vez, os investidores recuperaram algum fôlego, adotando alguma prudência, estimaram, em nota, os analistas da Charles Schwab.

Para Kim Forrest, "não se vai passar grande coisa antes de se saber o que (a Fed) vai fazer". Depois da reunião, que se realiza na terça e quarta-feira, o presidente do banco central norte-americano, Jerome Powell, dá uma conferência de imprensa.

Os investidores também já estão com atenção aos resultados esperados para esta semana, como os de Apple, Microsoft, McDonald's e Starbucks.

Mesmo se o crescimento excecional registado no primeiro semestre não se vá reproduzir, sem dúvida, "muitas empresas (norte-)americanas podem conhecer 18 meses de crescimento", até meados de 2022, graças a uma recuperação mais lenta na Europa e Ásia do que nos EUA, estimou Forrest.

"É uma boa base para uma subida (das cotações) e uma razão para comprar ações, em vez de imobiliário ou obrigações", realçou a especialista.

As vendas de casas novas nos EUA baixaram fortemente em junho, para surpresa dos analistas, no que foi o seu terceiro mês consecutivo de recuo, sinal de enfraquecimento de um mercado que esteve ao rubro no início do ano.

Nas obrigações, os preços já estão muito elevados, com as taxas próximas dos mínimos históricos (preços e taxas evoluem em sentido oposto).

Nas ações do dia, mencione-se, pelo seu início na bolsa, o construtor de veículos elétricos Lucid Motors, que ganhou 6,30%. Este fundiu-se com uma designada SPAC, sigla de 'Special Purpose Acquisition Company' (Empresa de Aquisição com Propósito Especial). Uma SPAC é uma empresa que está cotada, mas sem atividade, que permite evitar parte dos constrangimentos regulamentares ligados, por norma, a uma introdução em bolsa.

A plataforma de transação de moedas digitais Coinbase fechou em alta de 9,13%, graças a informações da comunicação social, que davam conta da próxima entrada da Amazon neste mercado, mas já desmentidas durante o dia pelo conglomerado do comércio eletrónico.

Um novo sinal de endurecimento regulamentar das autoridades chinesas, que se focaram no sábado nos atores do apoio escolar privado na China, afetou as empresas do setor cotadas em Wall Street, que fecharam todas em forte baixa, como Tal Education Group (-26,67%), New Oriental Education (-33,79%) ou a Gaotu (-28,98%).

RN // PDF

Lusa/Fim

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório