Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2021
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Bolsas europeias em baixa, após intervenção do presidente da Fed

As principais bolsas europeias estavam hoje em baixa, depois do presidente da Reserva Federal dos EUA (Fed) ter afirmado que a economia norte-americana está "longe" dos objetivos do banco central para permitir uma mudança da política monetária.

Bolsas europeias em baixa, após intervenção do presidente da Fed

Cerca das 08:50 em Lisboa, o EuroStoxx 600 recuava 0,54% para 458,08 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt desciam 0,28%, 0,26% e 0,79%, bem como as de Madrid e Milão, que se desvalorizavam 1,06% e 0,99%.

Depois de abrir em baixa, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 08:50, o principal índice, o PSI20, baixava 0,73% para 5.128,76 pontos.

Além de rejeitar uma mudança da política monetária a curto prazo, Powell, que na quarta-feira compareceu na conferência sobre política monetária no Congresso dos EUA, afirmou que a inflação se vai manter elevada "nos próximos meses" nos EUA.

A taxa de inflação nos EUA subiu em junho mais do que o esperado, designadamente para 5,2% face ao mesmo mês de 2020.

Hoje serão publicados vários indicadores macroeconómicos dos EUA, incluindo a taxa semanal de pedidos de subsídios de desemprego e a produção industrial de junho.

Entretanto, hoje soube-se que o Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 7,9% no segundo trimestre face ao mesmo período de 2020, que traduz uma desaceleração.

Hoje a OPEP (Organização de Países Exportadores de Petróleo) publica o relatório mensal sobre o mercado petrolífero, as previsões sobre a evolução da procura e da oferta para este ano e, pela primeira vez, para 2022.

A bolsa de Nova Iorque terminou mista na quarta-feira, com o Dow Jones a subir 0,13% para 34.933,23 pontos, contra o atual máximo desde que foi criado em 1896, de 34.996,18 pontos verificado em 12 de julho.

Em sentido contrário, o Nasdaq fechou a desvalorizar-se 0,12% para 14.644,95 pontos, contra o atual máximo de 14.733,24 pontos, verificado também em 12 de julho.

A nível cambial, o euro abriu inalterado no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1833 dólares, contra o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em setembro abriu em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 73,83 dólares, contra 74,76 dólares na quarta-feira e o atual máximo desde pelo menos o início de 2018, de 77,16 dólares verificado em 05 de julho.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório