Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2021
Tempo
20º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

Portugal executou até junho mais de metade do SURE gasto em 2020

Portugal já utilizou, até junho, mais de metade do valor do programa europeu SURE gasto em todo o ano passado para a manutenção de emprego no âmbito da pandemia de covid-19, segundo fonte oficial do Ministério das Finanças.

Portugal executou até junho mais de metade do SURE gasto em 2020
Notícias ao Minuto

07:12 - 06/07/21 por Lusa

Economia Finanças

De acordo com dados das Finanças divulgados à Lusa, "Portugal pediu um total 5,9 mil milhões de euros ao abrigo do SURE", e destes "três mil milhões foram recebidos e utilizados em 2020".

Sendo que em 2021, até junho, "cerca de dois mil milhões já foram executados" dos 2,4 mil milhões pedidos, fonte oficial do ministério refere que "nos primeiros seis meses de 2021, Portugal já executou mais de metade da verba do SURE utilizada no ano inteiro de 2020".

Assim, foram já recebidos, até final de junho, 5,4 mil milhões de euros do SURE.

"O Programa SURE é responsável pelo financiamento das principais medidas de apoios às empresas (apoio aos custos do trabalho e planos de formação)" no âmbito do combate à pandemia de covid-19.

As medidas financiadas pelo SURE têm sido o 'lay-off' simplificado, o apoio à retoma progressiva, as isenções na Taxa Social Única e o Incentivo Extraordinário à Retoma da Atividade.

Fonte oficial do ministério das Finanças assinala que "Portugal foi o quarto país (atrás de Malta, Chipre e Grécia) que mais financiamento pediu e que mais executou em percentagem do PIB [Produto Interno Bruto]".

De acordo com as Finanças baseando-se em dados da Comissão Europeia, Portugal recebeu, ao abrigo do SURE, um valor equivalente a 2,5% do PIB (5,4 mil milhões de euros) estando atrás das percentagens de Malta (3,1%), Grécia (2,9%) e Chipre (2,7%).

"As verbas do SURE são contabilizadas inteiramente no défice orçamental e na dívida pública", assinala ainda a mesma fonte oficial, referindo também que o Apoiar.pt não é financiado através deste mecanismo.

O programa SURE foi proposto pelo executivo comunitário em abril de 2020, como resposta inicial da UE à crise gerada pela pandemia.

A capacidade da UE de mobilizar fundos para o SURE foi apoiada por uma garantia de 25 mil milhões de euros de todos os Estados-membros.

Leia Também: Dívida pública sobe para 274,8 mil milhões à boleia do dinheiro do SURE

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório