Meteorologia

  • 26 JULHO 2021
Tempo
28º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Zona de livre comércio é oportunidade para industrialização de África

O representante do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) em Moçambique considerou hoje a zona de livre comércio africana uma oportunidade para a industrialização do continente, porque poderá permitir o aumento do comércio intra-continental.

Zona de livre comércio é oportunidade para industrialização de África
Notícias ao Minuto

19:01 - 23/06/21 por Lusa

Economia África

"A zona de livre comércio constitui uma grande oportunidade para a industrialização do continente africano, porque tem potencial para permitir que produtos primários e intermédios sejam transformados no continente", afirmou Pietro Toigo.

Toigo falava no âmbito do primeiro fórum de negócios da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), que se realiza na capital moçambicana.

A remoção de barreiras ao comércio entre os países africanos vai gerar maior apetência à adição de valor e processamento de matérias-primas, impulsionando a industrialização, acrescentou Toigo.

"Uma maior integração das economias africanas, através da zona de livre comércio vai criar economias de escala e levar a uma pressão positiva para a transformação de bens e equipamentos no continente", disse.

O representante do BAD assinalou que África tem recursos à altura de estimularem a industrialização, apontando os recursos minerais, energéticos e agrícolas como ativos importantes para a transformação das economias africanas.

"O setor privado africano não deve ter medo da competitividade que será, naturalmente, gerada com a zona de livre comércio, porque há mais benefícios do que perdas", enfatizou.

Pietro Toigo apelou aos Estados africanos para ultrapassarem as hesitações em relação ao referido mecanismo, "investindo na implementação" de iniciativas que possam levar à concretização desse objetivo.

A Zona de Comércio Livre Continental Africana entrou em vigor em 01 de janeiro, tendo o respetivo acordo sido assinado em 2018 por 54 das 55 nações da União Africana (UA).

Leia Também: Presidente angolano apela a mais apoio internacional à RCA

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório