Meteorologia

  • 29 JULHO 2021
Tempo
26º
MIN 17º MÁX 27º

Edição

François Fillon proposto para administração de petrolífera russa

O antigo primeiro-ministro francês François Fillon foi proposto para o conselho de administração do grupo petrolífero público russo Zaroubejneft, segundo um decreto do governo russo tornado público na noite de sexta-feira.

François Fillon proposto para administração de petrolífera russa
Notícias ao Minuto

11:41 - 12/06/21 por Lusa

Economia François Fillon

Primeiro-ministro de França entre 2007 e 2012, François Fillon torna-se assim um dos "representantes da Federação Russa" no conselho de administração dessa empresa especializada no desenvolvimento e exploração de depósitos de hidrocarbonetos, em particular no estrangeiro.

François Fillon foi condenado em junho de 2020 a cinco anos de prisão, dois dos quais efetivos, num processo em que a justiça francesa o considerou culpado por desvio de fundos para criação de emprego fictício.

O antigo primeiro-ministro entraria no grupo russo exclusivamente enquanto presidente da Apteras Sarl, empresa de consultoria que fundou em 2017 e que já trabalha com empresas francesas estabelecidas na Rússia.

A aprovação pelo grupo Zaroubejneft à sua candidatura, apresentada no decreto assinado pelo primeiro-ministro russo, Mikhail Michoustine, deve ser apenas uma formalidade.

Outras ex-autoridades estrangeiras já fazem parte dos conselhos de administração de grupos petrolíferos russos.

A ex-chefe da diplomacia austríaca Karin Kneissl, que dançou uma valsa com Vladimir Putin em 2018, foi nomeada em junho para a gigante petrolífera russa Rosneft, onde o ex-chanceler alemão Gerhard Schröder já está presente há vários anos.

Fundado em 1967, o grupo Zaroubejneft tinha como missão prestar assistência técnica aos países amigos da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas), nomeadamente para construir infraestruturas petrolíferas e desenvolver depósitos de hidrocarbonetos.

Assim, tem participado na realização de projetos no setor petrolífero, nomeadamente na Argélia, Afeganistão, Vietname, Egito, Índia e Síria.

Leia Também: Dinamarca condena violação do espaço aéreo por dois aviões russos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório