Meteorologia

  • 14 JUNHO 2021
Tempo
30º
MIN 17º MÁX 31º

Edição

BCE mantém taxas e ritmo elevado de compras de dívida no 3.º trimestre

O Banco Central Europeu (BCE) manteve hoje as taxas de juro diretoras no nível mínimo histórico e confirmou a continuação do pacote de apoio à economia, foi anunciado.

BCE mantém taxas e ritmo elevado de compras de dívida no 3.º trimestre
Notícias ao Minuto

13:21 - 10/06/21 por Lusa

Economia BCE

Segundo um comunicado divulgado na sequência da reunião de política monetária do conselho da instituição, a taxa de juro principal foi mantida em zero e aos bancos será cobrada uma taxa de 0,50% sobre os depósitos no banco central.

O BCE também afirmou que vai manter um ritmo elevado de compras de dívida no terceiro trimestre para apoiar a recuperação.

A instituição vai comprar a um ritmo "significativamente" mais elevado este verão, depois de o ter feito a um ritmo "significativamente" superior à média desde março, mais uma vez para assegurar um acesso fácil ao crédito.

O programa de compras de emergência pela pandemia (PEPP, Pandemic Emergency Purchase Programme) lançado no início da crise sanitária mantém-se inalterado em 1.850 mil milhões de euros em compras até março de 2022, adiantou o BCE.

As compras líquidas da dívida pública e privada atingiram recentemente uma média de 20.000 milhões de euros por semana, contra 14.000 milhões de euros entre janeiro e março.

Mesmo que ocorra uma inflexão durante o verão, o BCE continua a procurar, através deste programa, assegurar taxas de juro baixas para as famílias e empresas para apoiar a recuperação da atividade com a esperada saída da pandemia.

Foi recordado hoje que o volume do programa "PEPP" poderá ser "recalibrado" no caso de um "choque negativo" associado à pandemia sobre o nível de inflação, que é o principal objetivo da instituição.

Por outro lado, o montante pode não ser totalmente utilizado se o BCE julgar que as compras já efetuadas são suficientes para manter boas condições, acrescenta o comunicado.

O outro programa mais antigo, denominado "QE" ("Quantitative Easing"), foi mantido ao ritmo atual de 20.000 milhões de euros por mês, sem um horizonte temporal.

Finalmente, os bancos que emprestam dinheiro suficiente aos agentes económicos poderão contrair empréstimos junto do BCE a uma taxa até 50 pontos base mais baixa do que a taxa de depósito.

A presidente do BCE Christine Lagarde comentará as decisões a partir das 12:30 TMG (13:30 em Lisboa).

[Notícia atualizada às 13h31]

Leia Também: Bolsas europeias em baixa, à espera do BCE e da inflação de maio nos EUA

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório