Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2021
Tempo
21º
MIN 14º MÁX 26º

Edição

Só 34% dos portugueses e europeus têm condições de gastar mais este ano

Por outro lado, mais de metade dos europeus pretendem poupar mais do que no ano anterior.

Só 34% dos portugueses e europeus têm condições de gastar mais este ano

Apenas 34% dos portugueses e dos europeus afirmam que estão em condições de gastar mais do que em 2020, uma queda de seis pontos face ao resultado no ano anterior, de acordo com o Barómetro do Observador Cetelem .

"Nos mais de 20 anos ao longo dos quais o Barómetro do Observador Cetelem tem vindo a estudar o estado de espírito dos Europeus, após a recessão económica provocada pela crise do subprime, que atingiu e abalou a totalidade do globo, a pandemia da Covid-19 constitui a segunda vez que se regista uma onda de choque tão profunda, com consequências múltiplas e efeitos ainda não totalmente conhecidos", pode ler-se num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso.

Em Portugal, este valor é o mesmo da média europeia (34%), representando um aumento de três pontos face ao ano passado, sendo que o barómetro quis saber junto dos cidadãos de 15 países europeus como estão as suas perspetivas de consumo num contexto ainda marcado pela "incerteza".

Em Itália - por norma, um dos países onde o consumo é maior - este valor é de 38%, verificando-se a queda mais significativa (-26 pontos).

Na poupança, o cenário é outro

Além disso, foi possível saber que 54% dos europeus afirmam pretenderem poupar mais do que no ano anterior, um aumento de três pontos e um valor recorde, enquanto no caso de Portugal as intenções de poupança caem um ponto face ao ano passado, embora estejam historicamente elevadas (59%) e acima da média europeia (54%).

Em Itália, estas intenções aumentaram 11 pontos, para 51%, mas continuam abaixo da média europeia.

O inquérito quantitativo do Observador Cetelem foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen e teve por base uma amostra representativa de 1.000 pessoas residentes em Portugal Continental, de ambos os sexos, com idades entre 18 e 74 anos de idade. O erro máximo associado é de +/- 3,1 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95% e foi realizado por telefone entre 27 de março e 6 de abril deste ano.

Leia Também: Faturas aumentaram? Eis como poupar na conta da luz e da água

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório