Meteorologia

  • 29 JULHO 2021
Tempo
28º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

TAP: Ricardo Paes Mamede proposto para representar trabalhadores

Alguns sindicatos da TAP escolheram o professor universitário Ricardo Paes Mamede para representar os trabalhadores no Conselho de Administração da empresa, depois de o Governo ter lançado esta iniciativa, segundo documentos a que a Lusa teve acesso.

TAP: Ricardo Paes Mamede proposto para representar trabalhadores
Notícias ao Minuto

15:20 - 26/05/21 por Lusa

Economia TAP

Entre os sindicatos signatários desta candidatura contam-se o Sitava (Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos) e o SNPVAC (Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil), entre outros não referidos, mas a iniciativa não conseguiu unanimidade.

Numa mensagem interna do SNPVAC, o sindicato adiantou que "na sequência da apresentação desta iniciativa, no dia 20 de maio, pelo Ministério das Infraestruturas e Habitação, as ORT's [órgãos representativos dos trabalhadores] encetaram conversações a fim de aferir da possibilidade de apresentar um nome consensual", acrescentando que, para a entidade, "é fundamental que esse representante seja alguém de elevada reputação pública e que seja uma garantia da defesa dos interesses dos trabalhadores".

"A unanimidade não foi possível. Porém, a pessoa escolhida reúne o consenso do SNPVAC, Sitava e outros sindicatos", garantiu a estrutura, na mesma mensagem.

Num manifesto, os sindicatos adiantaram que "decidiram, conjuntamente, submeter ao escrutínio dos trabalhadores das empresas abrangidas pela iniciativa, a candidatura de Ricardo Paes Mamede ao Conselho de Administração do Grupo TAP eleito pelos trabalhadores".

O escolhido é professor associado do Departamento de Economia Política do ISCTE -- Instituto Universitário de Lisboa, onde leciona desde 1999 nas áreas da Economia e Integração Europeia, da Economia Setorial e da Inovação, e das Políticas Económicas. 

"Várias são as razões pelas quais os signatários decidiram apresentar um candidato exterior ao grupo, ao invés de termos optado por um trabalhador de qualquer das empresas abrangidas pela iniciativa", lê-se no documento. 

"Em boa verdade, qualquer destas ORTs tinha inteira legitimidade para apresentar cada qual o seu candidato, mas pergunta-se: contribuiria essa decisão para a criação de um clima de unidade e apoio em volta de qualquer dos candidatos? O candidato vencedor seria verdadeiramente representativo da maioria dos trabalhadores do grupo? E teria o necessário e indispensável apoio de todas as empresas para o cabal desempenho das suas funções? Os signatários pensam que não", explicam.

"Pelo contrário, esta candidatura personificada por Ricardo Paes Mamede, prestigiado economista e professor universitário, publicamente comprometido com a nobre causa dos trabalhadores e da defesa das empresas e serviços públicos, tem todo o potencial indispensável para unificar esforços e vontades, em torno da sua candidatura, e ser eleito para o Conselho de Administração do Grupo TAP", acreditam os signatários.

De acordo com o manifesto, "esta não é uma candidatura de um setor da empresa contra os outros", nem é "uma candidatura de uma categoria profissional em detrimento de outra, nem sequer uma candidatura de um grupo contra outros grupos ou trabalhadores individuais".

"Esta é uma verdadeira candidatura de unidade, e agregadora de todas as sensibilidades, por isso verdadeiramente representativa, para a qual pedimos o apoio de todos os trabalhadores das empresas do Grupo TAP participantes nesta iniciativa", rematam.

De acordo com o regulamento para estas eleições de escolha de um representante dos trabalhadores para o Conselho de Administração da TAP, a validação das candidaturas apresentadas será efetuada pelo representante do Ministério das Infraestruturas e pelo Secretário da Sociedade TAP SGPS, e o fecho do lote de candidatos, ocorrerá no dia 28 de maio de 2021. Depois, os candidatos apurados "beneficiarão de um período de 5 dias (de 29 de maio a 2 de junho) para apresentação das suas candidaturas aos trabalhadores da TAP", sendo que a eleição decorre a 03 de junho na intranet da empresa.

Os resultados serão conhecidos em 04 de junho e "o candidato mais votado será indicado pela República Portuguesa como administrador não executivo da TAP SGPS e proposto para eleição na assembleia-geral da TAP SGPS que designará os órgãos sociais para o próximo mandato que se inicia em 2021".

Leia Também: Professora suspensa após recusar ter uma relação com o patrão

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório