Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

Sindicato de técnicos de manutenção organiza concentração e manifesto

O Sindicato dos Técnicos de Manutenção de Aeronaves (SITEMA) organiza hoje uma concentração junto às instalações da TAP, em Lisboa, e torna público um manifesto em que apresenta medidas para a reestruturação da companhia aérea.

Sindicato de técnicos de manutenção organiza concentração e manifesto
Notícias ao Minuto

07:05 - 24/05/21 por Lusa

Economia SITEMA

Segundo as linhas gerais do manifesto divulgadas pelo sindicato, o documento 'Por uma verdadeira reestruturação da TAP' defende medidas que promovam a "dinamização económica da área de manutenção e engenharia da TAP", aumentando a rendibilidade dessa área para o grupo de aviação.

O sindicato diz que não compreende como a TAP recusa trabalho na área de manutenção e engenharia e envia aviões para manutenção no Brasil, "ao mesmo tempo que se colocam trabalhadores em 'lay-off' e se prepara a desvinculação de outros por, alegadamente, não haver trabalho".

O SITEMA afirma concordar com a necessidade de reestruturar a TAP e pede sobretudo "transformações no desenho da estrutura hierárquica e no aumento da eficiência competitiva da empresa".

O manifesto é divulgado no mesmo dia em que decorre uma concentração de apoio aos técnicos de manutenção da TAP, entre as 14:00 e as 17:00, em frente às instalações da empresa, em Lisboa, esperando o sindicato a presença de cerca de 150 destes trabalhadores especializados.

O dia escolhido para a concentração, 24 de maio, deve-se ao facto de ser a data de nascimento do norte-americano Charlie Taylor, cujos fundamentais conhecimentos mecânicos foram usados para, juntamente com os irmãos Wright, desenvolver a primeira aeronave com propulsão mecânica.

Segundo o SITEMA, nos últimos anos mais de 100 profissionais decidiram abandonar a TAP devido a condições contratuais e na antevisão do atual Plano de Reestruturação a TAP dispensou mais de 120 técnicos de manutenção entre fins de contrato e cancelamento de formação base.

Além disso, afirma, o número de técnicos de manutenção aérea na TAP está abaixo da média do existente em outras companhias aéreas de referência.

Sobre a recente reestruturação da empresa, o SITEMA tem vindo a acusar a TAP de não cumprir integralmente o Acordo de Emergência assinado, por profissionais seus associados estarem a ser convocados para rescisões por mútuo acordo.

Segundo o sindicato, os seus associados estão a ser contactados para saírem da empresa "quando as cláusulas do Acordo de Emergência assinado entre as partes previam que esta seria a última fase do processo e aplicável, se necessário, após a implementação da redução voluntária de 15% da massa salarial".

Leia Também: Piloto instrutor de aeronave que aterrou na Caparica vai a julgamento

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório