Meteorologia

  • 18 JUNHO 2021
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Ministro quer indústrias criativas "no topo" das prioridades europeias

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, defendeu hoje que as indústrias criativas devem ser promovidas e "devem estar no topo" das prioridades europeias.

Ministro quer indústrias criativas "no topo" das prioridades europeias
Notícias ao Minuto

12:50 - 06/05/21 por Lusa

Economia UE/Presidência

O ministro falava no lançamento da Plataforma Europeia de Inovação (EIP, na sigla em inglês), que é uma rede interdisciplinar e colaborativa fundada pela Aliança Europeia das Indústrias Culturais e Criativas (ECCIA, na sigla em inglês) que irá proporcionar à comunidade científica, aos empresários e às associações culturais da área um acesso mais fácil aos fundos de 2,3 mil milhões de euros dos programas de inovação do Horizonte Europa.

Esta é uma tentativa de impulsionar o crescimento económico e o emprego na União Europeia, mas também a transição digital e verde.

Segundo o comunicado divulgado pela ECCIA, as indústrias culturais e criativas europeias de ponta representaram 4% do PIB europeu em 2018, sendo que o setor representa 10% do total das exportações europeias.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior frisou que o lançamento deste tipo de plataformas é um "grande desafio" do ponto de vista científico "porque requer um diálogo contínuo e profundo entre as diferentes áreas do conhecimento e profissionais: desde quem cria a quem é curador, mas também entre quem trabalha na informática e ciência de dados, e de quem está associado à transição verde".

"Para construir uma boa qualidade de vida na Europa, é preciso estimular mais e melhores indústrias criativas, porque elas endereçam questões críticas para construir e fortalecer a cultura europeia, e simultaneamente atraem novos talentos", continuou Manuel Heitor.

As empresas do setor empregam mais de dois milhões de pessoas na Europa, com 300.000 empregos criados entre 2014 e 2018, de acordo com a ECCIA.

A sessão online contou ainda com as intervenções da comissária Europeia para a Inovação, Investigação, Cultura, Educação e Juventude, Mariya Gabriel, do presidente da ECCIA e presidente da Leica Camera, Andreas Kaufmann, e do membro do Parlamento Europeu Christian Ehler.

A Aliança Europeia das Indústrias Culturais e Criativas é composta por seis organizações europeias das indústrias culturais e criativas que representam, no seu conjunto, mais de 600 marcas e instituições culturais de 16 países europeus.

Leia Também: Ministro considera "natural" protesto dos estudantes do Ensino Superior

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório