Meteorologia

  • 12 MAIO 2021
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 22º

Edição

Novo Banco: Injeções de capital foram "apropriadamente demonstradas"

O Fundo de Resolução considera que tem cumprido todos os deveres para minimizar o impacto nas finanças públicas do Novo Banco e que os montantes pagos são "apropriadamente demonstrados".

Novo Banco: Injeções de capital foram "apropriadamente demonstradas"
Notícias ao Minuto

17:34 - 03/05/21 por Lusa

Economia Novo Banco

O Tribunal de Contas (TdC) divulgou hoje o relatório da auditoria ao Novo Banco, que inclui a pronúncia de várias entidades sobre o dito na auditoria, caso do Fundo de Resolução, que mostra discordar de algumas conclusões da auditoria e de sugestões que o Tribunal de Contas lhe deixa.

Entre as várias recomendações que o TdC deixa é que o "Fundo de Resolução tem o dever de exigir" a demonstração do cálculo do défice de capital" do Novo Banco, que origina as injeções públicas de capital.

Segundo o Fundo de Resolução, "importa demonstrar que, contrariamente ao que se conclui inadequadamente (ou está omisso)" na auditoria, tem cumprido os seus deveres no Acordo de Capitalização Contingente do Novo Banco (o mecanismo pelo qual o banco beneficia de dinheiro público) e que os valores pagos ao Novo Banco têm sido "apropriadamente demonstrados".

O Fundo de Resolução detalha as verificações e fiscalizações de várias entidades por que passam as contas do Novo Banco e os rácios de capital (auditores, comissão de acompanhamento, Banco Central Europeu, etc) para dizer que a si cabe "confirmar que em cada momento em que é devido um pagamento todos os mecanismos operaram".

Diz ainda o Fundo de Resolução que "deveria ser reconhecido que as diligências promovidas são até mais exigentes do que os requisitos previstos no contrato".

A auditoria ao Novo Banco hoje divulgada questiona o processo dos pagamentos do Fundo de Resolução ao Novo Banco, considerando que falta informação como suportes de informação trimestrais e demonstrações do cálculo do valor a ser pago.

A resposta do Fundo de Resolução à auditoria é longa e há ainda lugar a observações do Tribunal de Contas a essa resposta.

Segundo o TdC, "se como alega o Fundo de Resolução o interesse público é salvaguardado, o recomendado pelo Tribunal será certamente acolhido antes de qualquer novo pagamento resultante de um pedido válido e só pago após essa validação".

Leia Também: TdC critica que auditor, Lone Star e Fundo de Resolução seja o mesmo

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório