Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2021
Tempo
21º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

Despesa com apoios da Seg. Social soma 804,9 milhões no 1.º trimestre

A despesa com medidas extraordinárias da Segurança Social decorrentes da pandemia somou 804,9 milhões de euros no primeiro trimestre, representando 42% da despesa de todo o ano 2020 e superando o total orçamentado para 2021, informou hoje o Governo.

Despesa com apoios da Seg. Social soma 804,9 milhões no 1.º trimestre
Notícias ao Minuto

10:36 - 21/04/21 por Lusa

Economia Covid-19.

Em comunicado, o Ministério das Finanças destaca os 502 milhões de euros relativos a medidas de apoio aos custos de trabalho, dos quais 272,6 milhões de euros relacionados com o 'lay-off' simplificado e 229,4 milhões de euros com o apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade.

Segundo nota o executivo - que divulgou hoje estes dados em antecipação à síntese de execução orçamental, que será publicada na segunda-feira -, "este valor representa 51% da execução de todo o ano de 2020".

Já no âmbito das medidas apoio ao rendimento dos trabalhadores (incluindo trabalhadores independentes) foram executados 155,4 milhões de euros, o equivalente a 43% da execução do ano passado.

O total de 804,9 milhões de euros em medidas extraordinárias da Segurança Social até março inclui ainda apoios na ordem dos 147,4 milhões de euros em outras prestações sociais, designadamente o apoio excecional à família (33,8 milhões de euros), subsídio de doença covid (48,3 milhões), prestações por doenças profissionais (2,7 milhões), isolamento profilático (51,6 milhões) e subsídios de assistência a filho e a neto (10,8 milhões).

Para todo o ano em curso, o valor orçamentado pelo Governo para despesa com medidas extraordinárias da Segurança Social no âmbito da pandemia era de 776 milhões de euros.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.031.441 mortos no mundo, resultantes de mais de 141,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.951 pessoas dos 831.645 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: Parlamento debate vinculação, recrutamento e carreira docente 5.ª feira

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório