Meteorologia

  • 09 MAIO 2021
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 20º

Edição

Estado tem de financiar dívida da CP porque "não pagava serviço exigido"

O ministro das Infraestruturas afirmou hoje, em Lisboa, que o Estado tem que financiar a dívida histórica da CP porque, no passado, não pagava pelo serviço que obrigava a empresa a prestar.

Estado tem de  financiar dívida da CP porque "não pagava serviço exigido"
Notícias ao Minuto

13:15 - 19/04/21 por Lusa

Economia Ministro

"Temos que financiar a dívida histórica porque o Estado, no passado, não pagava serviço à CP no território, mas impunha que o prestasse", notou Pedro Nuno Santos, durante a sessão de lançamento do Plano Ferroviário Nacional (PFN).

Admitindo que o "Estado não fazia a sua parte", o governante lembrou que, no sentido oposto, eram celebrados contratos de concessão com operadores privados, que permitiam às respetivas empresas ter uma "operação equilibrada ou rentável".

"Por isso é que o contrato é tão importante e dá estabilidade à nossa empresa pública, que ela não teve até agora", concluiu.

Na mesma sessão, o vice-presidente da CP já tinha defendido que, apesar de a empresa ter "capacidade, conhecimentos e competências", precisa de resolver a dívida histórica e ter autonomia de gestão para competir, quando a infraestrutura tiver melhores condições.

"A CP tem todas as capacidades, conhecimentos e competências técnicas e organizacionais para fazer face ao ordenamento da rede e dar resposta à emergência do plano ferroviário", afirmou o vice-presidente da empresa, Pedro Moreira.

No entanto, este responsável admitiu que a dívida histórica da CP -- Comboios de Portugal e a autonomia de gestão podem ser entraves quando a infraestrutura tiver melhores condições, notando ser necessário resolver estas questões.

"Se não o fizermos, a CP não conseguirá dar resposta à concorrência que vai aparecer", vincou.

[Notícia atualizada às 14h56]

Leia Também: Governo: Plano ferroviário tem que ter em consideração serviços a prestar

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório