Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

João Leão afasta orçamento retificativo (pelo menos "para já")

Ministro das Finanças diz que vai "tentar enquadrar" o aumento dos apoios sociais no orçamento da Segurança Social.

João Leão afasta orçamento retificativo (pelo menos "para já")
Notícias ao Minuto

09:24 - 31/03/21 por Notícias ao Minuto 

Economia João Leão

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, exclui neste momento a apresentação de um orçamento retificativo para acomodar os diplomas sobre os apoios sociais. Em entrevista à RTP, Leão disse que vai "tentar enquadrar isso dentro do orçamento da Segurança Social que existe". 

"Neste momento não vemos, para já, a necessidade de fazer um Orçamento Retificativo", disse o ministro das Finanças, não descartando, porém, a possibilidade de ter de o fazer mais tarde. 

O ministro afirmou também que o Executivo ainda não decidiu se vai ou não enviar a legislação para o Tribunal Constitucional. Leão sublinha, contudo, que foi aberto um "precedente muito grave".

João Leão estimou que o saldo negativo das contas públicas deste ano, a ser apresentado no Pacto de Estabilidade em abril, ficará entre os 4,5% e 5% do PIB, acima da previsão atual de 4,3%.  

Começando por dizer que "só na altura do Programa de Estabilidade" é que o Governo iria revelar as suas previsões, acabou por dizer, quando questionado diretamente se o défice ficará no intervalo entre 4,5% e 5%, acabou por admitir que "sim, poderá estar nesse intervalo".

Quanto ao crescimento económico, e tendo João Leão já dito anteriormente que o Governo iria rever as suas previsões em baixa, "sobretudo por causa do efeito da pandemia [de covid-19] no primeiro trimestre".

"Nós temos, por um lado o efeito da vacinas, que quer Portugal, quer a Comissão [Europeia], que também faz essa previsão, que no segundo semestre vamos ter uma recuperação muito forte da economia, e vamos ter um programa centrado na recuperação económica e social da crise, quer para 2021 quer para 2022", adiantou.

João Leão prevê que a recuperação de 2022 leve a que a economia já possa ultrapassar "o valor anterior à pandemia", estando "significativamente acima do valor de 2019".

O ministro afastou também qualquer aumento de impostos após a pandemia, considerando esse um "caminho errado" para financiar as medidas tomadas.

Leia Também: Apoios sociais? "Um precedente muito perigoso para as finanças públicas"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório