Meteorologia

  • 27 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

UNITA quer ouvir ministro dos Transportes por "concorrência desleal"

A UNITA anunciou hoje que quer ouvir no parlamento o ministro dos Transportes, lamentando a "concorrência desleal" de que está a ser alvo a transportadora angolana TAAG, que tem voos suspensos para os seus principais destinos, incluindo Portugal.

UNITA quer ouvir ministro dos Transportes por "concorrência desleal"
Notícias ao Minuto

14:46 - 25/02/21 por Lusa

Economia Angola

A informação foi transmitida pelo presidente do grupo parlamentar da União Nacional para Independência Total de Angola (UNITA), Liberty Chiyaka, lamentando a alegada "concorrência desleal" entre a transportadora angolana TAAG e similares estrangeiras, em tempo da pandemia de covid-19.

Em declarações à margem da sexta reunião plenária extraordinária da quarta sessão legislativa do parlamento angolano, Chiyaka fez saber que a petição para audição ao ministro dos Transportes, Ricardo Abreu, surge para perceber a "existente concorrência desleal".

"A TAAG está proibida de voar para vários destinos, mas constatamos que muitas companhias aéreas voam normalmente para Angola e estamos a perder em termos de concorrência", justificou.

Para o deputado da UNITA, maior partido na oposição angolana, a TAAG "deve ser capacitada e viabilizada no sentido de poder concorrer em igualdade com as outras empresas",

"Não podendo fazer isso, estaremos a prejudicar a nossa empresa pública e colocar em causa vários postos de trabalho", frisou.

Desde 16 de janeiro que Angola suspendeu as ligações diretas com Portugal, África do Sul e Brasil devido ao surgimento de novas estirpes do coronavírus que provoca a covid-19.

Tal como a TAAG, a TAP não está a realizar voos entre Portugal e Angola desde essa altura, mas outras companhias, como a Air France, a Emirates ou a Qatar Airways continuam a operar, estando os passageiros sujeitos a um teste pós-desembarque à chegada ao Aeroporto Internacional de Luanda, além de um teste pré-embarque, RT-PCR, até 72 horas antes da partida.

Angola acumula, desde o início da pandemia, 20.640 casos, dos quais 501 óbitos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.498.003 mortos no mundo, resultantes de mais de 112 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: Strandard Bank convoca assembleia-geral

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório