Meteorologia

  • 09 FEVEREIRO 2023
Tempo
11º
MIN 8º MÁX 17º

Endesa inicia desmantelamento de central térmica de Andorra/Teruel

A espanhola Endesa iniciou os trabalhos de desmantelamento da central térmica de Andorra, que vai envolver 140 trabalhadores durante 48 meses e custar 60 milhões de euros, informou a empresa energética em comunicado.

Endesa inicia desmantelamento de central térmica de Andorra/Teruel
Notícias ao Minuto

10:54 - 25/02/21 por Lusa

Economia Endesa

Até agora tinham sido realizados uma série de trabalhos preliminares de "desconexão progressiva", que consiste no encerramento de todos os sistemas da fábrica que fica situada próximo da localidade de Andorra (não confundir com o principado com o mesmo nome), na província de Teruel, na comunidade autónoma espanhola de Aragão (oeste de Espanha).

Cerca de 80% dos trabalhadores que vão participar no desmantelamento da central térmica de Teruel, que é mais conhecida como central térmica de Andorra, serão provenientes das empresas auxiliares da central termoelétrica ou residentes em cidades das regiões próximas da central.

O desmantelamento da central térmica vai custar cerca de 60 milhões de euros, envolvendo o projeto global cerca de 140 trabalhadores diretos por um período de 48 meses.

Em dezembro de 2018, como parte do processo de encerramento das centrais térmicas a carvão em Espanha, a Endesa solicitou o encerramento das centrais de Andorra e Compostilla II, o que deveria acontecer até junho de 2020.

Em 13 de fevereiro de 2020, a central foi desligada da rede elétrica e em 29 de junho último, o seu encerramento definitivo foi autorizado.

Leia Também: Espanhola Endesa multiplica por oito os lucros em 2020 para 1.394 milhões

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório