Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 25º

Portugal coloca até 1.250 milhões em dívida a três e a 11 meses

Portugal realiza hoje os dois primeiros leilões de Bilhetes do Tesouro a três e 11 meses deste ano com um montante indicativo global entre 1.000 milhões de euros e 1.250 milhões de euros, foi anunciado.

Portugal coloca até 1.250 milhões em dívida a três e a 11 meses
Notícias ao Minuto

06:44 - 17/02/21 por Lusa

Economia Bilhetes do Tesouro

Em comunicado, o IGCP - Agência da Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública informou que as maturidades dos dois leilões de hoje são em 21 de maio de 2021 (cerca de três meses) e em 21 de janeiro de 2022 (cerca de 11 meses).

Nos anteriores leilões de Bilhetes do Tesouro a estes prazos, em 19 de agosto de 2020, Portugal colocou 300 milhões de euros a três meses a uma taxa média de -0,501% e 950 milhões de euros a 11 meses a uma taxa de juro de -0,473%.

Naquela data, a procura de Bilhetes do Tesouro atingiu 1.178 milhões de euros a três meses, 3,93 vezes o montante colocado, e 1.948 milhões de euros no prazo mais longo, o dobro do montante colocado.

Já este ano, em 20 de janeiro, Portugal colocou 1.500 milhões de euros, igual ao montante máximo anunciado, em BT mas a seis e 12 meses, com os juros a descerem para mínimos de sempre.

Depois disso, no dia 03 de fevereiro, Portugal colocou numa operação sindicada 3.000 milhões de euros em dívida com maturidade em abril de 2052 (mais de 30 anos) a uma taxa de juro de 1,006%, tendo a procura atingido mais de 13 vezes o montante colocado (mais de 40.000 milhões de euros).

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório