Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Petrobras aumentou em 2,4% produção de petróleo e gás em 2020

A brasileira Petrobras produziu em 2020 uma média diária 2,84 milhões de barris de petróleo e gás equivalentes, 2,4% a mais face a 2019, e a maior quantidade desde 2015, apesar da crise causada pela covid-19.

Petrobras aumentou em 2,4% produção de petróleo e gás em 2020
Notícias ao Minuto

06:49 - 03/02/21 por Lusa

Economia Petrobras

No quarto trimestre de 2020, a média foi de 2,68 milhões de barris de petróleo e gás equivalentes (padrão de medida equivalente à energia libertada pela queima de um barril de petróleo bruto), uma redução de 9,1% em relação ao trimestre anterior devido aos ajustes que a empresa teve de realizar devido à pandemia de covid-19.

"A Petrobras teve o seu melhor resultado operacional em 2020, superando os importantes desafios derivados da pandemia, da retração da procura global de combustíveis e dos preços baixos", indica o balanço da petrolífera estatal.

De acordo com o relatório, no ano passado foi alcançado um recorde de produção anual que não era obtido desde 2015, ocasião em que a Petrobras teve uma média diária de 2,79 milhões de barris de petróleo e gás.

No relatório de produção e vendas divulgado na terça-feira, a empresa atribui o número recorde ao melhor resultado de vários poços do pré-sal, universo de exploração em águas muito profundas do Oceano Atlântico e cujas gigantescas reservas podem converter o Brasil num dos principais exportadores mundiais de petróleo.

Em 2020, a produção dos campos do pré-sal foi de 1,86 milhões de barris de petróleo e gás equivalentes, com participação de 66% na produção total.

A Petrobras destacou o aumento da produção de petróleo nas plataformas P-74, P-75, P-76 e P-77 de Búzios, um dos principais campos do pré-sal do Brasil.

Num ano em que houve mais oferta do que procura de petróleo, a estatal, que é a maior empresa do Brasil, disse que a sua gestão das reservas permitiu reduzir os estoques em oito milhões de barris de petróleo no ano passado.

"Esse foco na alocação eficiente de recursos - como demonstra a racionalização dos nossos escritórios fora do Brasil - junto com uma maior integração entre logística, marketing e vendas resultaram em exportações recordes de petróleo e petróleo combustível, compensando a retração da procura doméstica, principalmente no segundo trimestre de 2020", diz o relatório.

De acordo com o documento, as exportações de petróleo desempenharam um papel "fundamental" nos piores momentos da pandemia.

Em abril, quando a pandemia do novo coronavírus atingiu o seu primeiro pico no Brasil, a empresa exportou um milhão de barris por dia.

No seu balanço, a Petrobras destacou que, apesar da pandemia, as vendas de derivados de petróleo mantiveram-se em patamares semelhantes aos de 2019, o que foi possível graças ao aumento das exportações, principalmente de petróleo combustível de baixo teor de enxofre (com recorde anual de 194 mil barris por dia em 2020), associado a novas ações comerciais implementadas no ano passado, como os leilões de diesel e gasolina.

No entanto, no quarto trimestre registou uma ligeira queda ao exportar 852 mil barris de petróleo e gás equivalentes por dia, 1,6% a menos do que no mesmo período de 2019.

Assim, o saldo comercial de petróleo e derivados foi positivo para a Petrobras em 2020, com exportações de 957 mil barris de petróleo e gás equivalentes por dia, 30,2% a mais do que em 2019.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório