Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 20º

Edição

Lay-off simplificado: Seg. Social paga hoje a mais de 22 mil empresas

Objetivo é "transferir liquidez imediata para as empresas" que foram obrigadas a encerrar por causa do novo confinamento. No total, é hoje transferido um montante total de 20,3 milhões de euros.

Lay-off simplificado: Seg. Social paga hoje a mais de 22 mil empresas

A Segurança Social faz, esta quinta-feira, dia 28 de janeiro, os pagamentos dos pedidos de lay-off que deram entrada - e foram considerados válidos - até ao dia 21 de janeiro, conforme anunciou o Instituto da Segurança Social (ISS), na terça-feira

"Todos os pedidos que deram entrada até ao dia 21 de janeiro e foram considerados válidos serão pagos já no próximo dia 28 de janeiro, de forma a transferir liquidez imediata para as empresas cuja atividade foi encerrada ou suspensa ao abrigo do atual estado de emergência", refere o ISS, em comunicado

No total, a Segurança Social processou o pagamento a 22,7 mil empresas que apresentaram o pedido de lay-off já em janeiro, com um total de 86,3 mil trabalhadores.

"Estas empresas receberão já no próximo dia 28 [esta quinta-feira] um pagamento no montante total de 20,3 milhões de euros, garantindo num espaço curto de tempo uma injeção de liquidez nesta fase de paragem de atividade", realça o ISS

Este ano, e ao abrigo do lay-off, a Segurança Social assegura o pagamento de um apoio adicional para garantir que os trabalhadores abrangidos por este regime recebem 100% da sua remuneração - até ao limite de três salários mínimos nacionais (SMN). "Esse apoio adicional será pago em fevereiro, com efeitos a janeiro", lembra ainda o Instituto. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório